Qual matéria está procurando ?

Português

Português

As vezes ou às vezes?

Leia este artigo sobre o uso das expressões as vezes e às vezes e entenda a diferença entre as duas expressões na Língua Portuguesa.

O uso das expressões as vezes e às vezes pode causar algumas dúvidas. Para resolvê-las, vamos mostrar para você quais são as situações que permitem o uso de cada uma delas.

Em primeiro lugar, é preciso compreender que essas duas expressões, apesar de parecidas tanto na fala quanto na escrita, produzem efeitos de sentido bastante diferentes. Fique atento, pois usar às vezes no lugar de as vezes muda o sentido daquilo que realmente gostaria de ter escrito.

Em segundo lugar, é preciso compreender o que significa o sinal gráfico que diferencia as duas expressões. Na expressão às vezes, há um acento grave (às) indicativo de crase. Não se trata de um acento agudo até porque, na Língua Portuguesa, não acentuamos os artigos nem definidos nem indefinidos (a, as, o, os, um, uns, uma, umas).

O acento grave indicativo de crase ocorre pelo encontro da preposição “a” e o artigo definido “a”, formando “à”. Veja o exemplo: “Vou à praia em dezembro.”. Quem vai, vai a algum lugar, certo? Por isso, é necessário o acento grave para indicar a união da preposição 'a' com o artigo 'a'. Observe: “Vou (a + a = à) praia em dezembro.”. A crase pode ocorrer também com a junção do artigo definido “a” e alguns pronomes demonstrativos, tais como:

  • a + aquele = àquele – Iremos àquele shopping amanhã. (Quem vai, vai a algum lugar: Iremos a + aquele shopping amanhã.)

  • a + aquela = àquela – Pedimos àquela senhora que nos ajudasse. (Quem pede, pede alguma coisa a alguém: Pedimos a + aquela senhora que nos ajudasse.)

  • a + aquilo = àquilo – Não me refiro àquilo que aconteceu ontem.

Agora, vamos observar, a partir da definição e dos exemplos, qual é o efeito de sentido de cada uma das expressões:

Às vezes (com acento grave)

Há crase nas expressões que geram efeito de sentido temporal. Nesse caso, há uma locução adverbial de tempo, ou seja, a expressão gera efeito de sentido sinônimo a “de vez em quando”.

Veja os exemplos:

  • Às vezes ajudo minha tia a lavar o quintal. (de vez em quando)

  • Eu arrumo meu quarto às vezes, meu irmão, jamais. (de vez em quando)

  • Não me sinto bem às vezes, mas hoje estou ótima. (de vez em quando)

  • Você é muito engraçado às vezes. (de vez em quando)

As vezes (sem acento grave)

Quando o sentido da expressão não for de tempo, não haverá crase. Nesse caso, significa a união do artigo feminino no plural 'as' com o substantivo feminino no plural 'vezes'. Essa expressão gera efeito de sentido sinônimo a: “as ocasiões”, “os momentos”.

Veja os exemplos:

  • Todas as vezes que não te ouço, acontece o pior. (as ocasiões)

  • Fico triste todas as vezes que se despede. (as ocasiões)

  • Foram raras as vezes que chorei por você. (as ocasiões)

  • Todas as vezes que como camarão fico empolado. (as ocasiões)

Como você pôde observar, essas duas expressões devem ser usadas a partir da situação e da intenção do falante/escritor. Simples, não é mesmo? Basta observar se a expressão remete à noção de tempo ou de ocasião. Bons estudos!


Por Ma. Luciana Kuchenbecker Araújo

As expressões 'as vezes' e 'às vezes' têm sentidos diferentes. A primeira indica “as ocasiões”, e a segunda, “de vez em quando” As expressões 'as vezes' e 'às vezes' têm sentidos diferentes. A primeira indica “as ocasiões”, e a segunda, “de vez em quando”
Por Luciana Kuchenbecker Araújo

Você pode se interessar também

Português

Uso dos pronomes demonstrativos

Português

Artigos

Português

A vista, à vista ou avista?

Português

Preposição

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.