Qual matéria está procurando ?

Histórias e contos infantis

Histórias e contos infantis

História do Papai Noel

O Papai Noel (conhecido como Santa Claus nos países de língua inglesa) é uma figura lendária que está associada ao Natal. Segundo a lenda, ele traz presentes para as crianças bem-comportadas na véspera de Natal. Essa lenda também diz que o Papai Noel possui oito renas que voam pelos céus e auxiliam-no na tarefa de entregar os presentes nos lares. Diferentes versões dessa história afirmam que essa figura lendária mora na Lapônia, extremo norte da Finlândia.

Origens históricas do Papai Noel

As origens históricas do Papai Noel estão associadas a um bispo cristão, mas também a crenças pagãs que eram comuns na Europa antes de sua cristianização. Ao longo da história, todas essas narrativas reuniram-se, influenciando umas às outras e dando origens a novos elementos. O Papai Noel tem um pouco de tudo: crenças cristãs, crenças pagãs e até um pouco de influência da publicidade.

Acesse também: Conheça a origem histórica de um famoso personagem folclórico

Origem cristã

São Nicolau foi um bispo cristão do século III e IV d.C. que ficou conhecido por ser caridoso. Esse personagem inspirou o surgimento do Papei Noel.[1]
São Nicolau foi um bispo cristão do século III e IV d.C. que ficou conhecido por ser caridoso. Esse personagem inspirou o surgimento do Papei Noel.[1]

A atual figura do Papai Noel relaciona-se com um bispo cristão chamado São Nicolau ou Nicolau Taumaturgo. São Nicolau nasceu em Patara, localizada na Ásia Menor (atual Turquia), por volta do ano 270, e ficou conhecido por ser bispo de uma igreja em Mira (perto da cidade turca de Demre). Ele foi bispo em um dos períodos de maior perseguição do Império Romano ao cristianismo.

O santo católico acabou ficando extremamente conhecido por ser generoso e ajudar os pobres. Ele se aproveitou das posses de sua família e usou todo o seu dinheiro para dar àqueles que possuíam necessidades. São Nicolau foi iniciado na vida religiosa desde novo e, depois que seus pais falecerem, ele usou sua herança para seguir uma ordem de Cristo de dar tudo que tinha aos pobres.

A generosidade desse homem ficou particularmente célebre por uma história que envolvia um homem empobrecido e suas filhas. Nessa história, um homem que havia sido muito rico acabou empobrecendo e não tinha condições de pagar um dote para casar suas três filhas. Sem um dote, suas filhas ficariam sem um casamento e, provavelmente, precisariam recorrer à prostituição para sobreviver. Para evitar que isso acontecesse, São Nicolau enviou secretamente três sacos com moedas de ouro para que as três filhas desse homem pudessem casar-se.

São Nicolau também ficou conhecido por distribuir alimentos para a população faminta, salvar vidas de inocentes e até por ter estapeado Ário, um herege famoso da época de São Nicolau. Atualmente, São Nicolau é um importante santo da Igreja Católica e, inclusive, é o padroeiro de algumas nações, como Rússia e Noruega, além de ser padroeiro das crianças e pescadores, por exemplo.

Todas as ações de São Nicolau em vida fizeram com que ele ficasse muito associado com as obras de caridade e com as crianças. Ele também é representado com características semelhantes às que popularizaram o Papai Noel: um homem grisalho e barbudo. Os restos mortais desse santo estão atualmente depositados na cidade de Bari, na Itália.

Acesse também: Corpus Christi: a origem dessa celebração cristã realizada em junho

Origem pagã

O Papai Noel também está relacionado com outras figuras não vinculadas ao cristianismo. Uma delas é uma importante divindade das tribos germânicas do norte da Europa: Odin, também conhecido como Wotan. Odin era o principal deus desses povos e também era representado como idoso, grisalho e barbudo.

Nos países do norte da Europa, o papel de entregar presentes era relacionado com Odin.
Nos países do norte da Europa, o papel de entregar presentes era relacionado com Odin.

As tradições germânicas colocam Odin como o responsável por entregar presentes para as pessoas durante o Yule, uma celebração dos germânicos que marcava o solstício de inverno (ocorria todo mês de dezembro). Esses povos acreditavam que Odin deslocava-se em um cavalo voador de oito patas, chamado Sleipnir (o cavalo de Odin pode ser associado com as oito renas do Papai Noel), entregando brinquedos e doces.

Para receber esses presentes, as crianças colocavam botas próximas às chaminés e enchiam-nas de palha (feno) para Sleipnir poder alimentar-se. Em troca, Odin enchia as botas com brinquedos e doces. A entrega desses agrados acontecia com Odin entrando nas casas pelas chaminés. A modernização do mito fez com que, em vez de botas, meias fossem colocadas próximas às chaminés.

À medida que o norte da Europa foi sendo cristianizado, as antigas lendas que associavam a entrega de presentes a Odin e ao Yule passaram a ser relacionadas com São Nicolau e com o Natal. Assim, o Papai Noel, como muitas figuras e festividades modernas, surgiu de uma mistura de crenças do paganismo e do cristianismo.

Acesse também: Veja quando surgiu um dos principais itens da decoração natalina

Papai Noel moderno

O Papai Noel moderno surgiu de uma campanha de publicidade produzida pela Coca-Cola.
O Papai Noel moderno surgiu de uma campanha de publicidade produzida pela Coca-Cola.

Essa tradição e a figura do Papai Noel chegaram à América com imigrantes holandeses, que se estabeleceram na América do Norte (na cidade de Nova Amsterdã, atual Nova Iorque). Para os holandeses, essa figura, também associada com São Nicolau, era chamada de Sinterklaas (perceba a semelhança existente entre “Sinterklaas” e Santa Claus, o nome do Papai Noel em inglês).

Assim, a atual representação do Papai Noel, nos Estados Unidos, surgiu da adaptação dessa figura de origem holandesa. Novas adaptações dessa figura apareceram também com a publicação de um poema conhecido como “A Visit from Saint Nicholas” (Uma visita de São Nicolau) ou “Twas the Night Before Christmas” (É Véspera de Natal), de autoria de Clement Clarke Moore. É atribuído a esse poema o nascimento da forma atual como conhecemos o Papai Noel: um velhinho gordo que distribui presentes para as crianças.

Por fim, a forma consolidada do Papai Noel, incluindo suas cores, apareceu com uma campanha de marketing idealizada pela Coca-Cola. Essa imagem do Papai Noel popularizou-se com o uso da propaganda de massa durante as décadas de 1920 e 1930.

Créditos da imagem:

[1] Adam Jan Figel e Shutterstock

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

Datas Comemorativas

História do Natal

Datas Comemorativas

Halloween

História

06 de Janeiro - Dia de Reis

Para Pintar

Natal

Últimos artigos

1º de abril – Dia da Mentira

O Dia da Mentira é celebrado aqui no Brasil em 1º de abril. Acredita-se que essa data tenha surgido por meio de uma mudança de datas que aconteceu na França do século XVI.

Combate ao coronavírus: vírus

Combate ao coronavírus: sintomas

Combate ao coronavírus: prevenção