Qual matéria está procurando ?

História

História

Reis Magos

Os reis magos, de acordo com o que sabemos por meio da narrativa bíblica, são personagens que vieram do Oriente procurando Jesus – recém-nascido – para prestarem-lhe adoração e oferecerem-lhe presentes. Denominados como “magos” na Bíblia, esses personagens foram convertidos em reis com o passar do tempo e são comumente conhecidos hoje como “três reis magos”.

Os reis magos são personagens muito conhecidos na tradição cristã, sendo celebrados no dia 6 de janeiro, data que chamamos de Dia de Reis. Acredita-se que eles podem ter  recebido o “título” de reis durante a Idade Média e ficaram conhecidos na tradição como Baltasar, Gaspar e Melchior.

Acesse também: Conheça as origens históricas de uma das festas mais importantes do cristianismo

Os reis magos na Bíblia

A narrativa bíblica conta que três magos oriundos do Oriente seguiram a estrela de Belém para cultuar e ofertar presentes ao recém-nascido Jesus.

O único registro a respeito dos magos na Bíblia é encontrado no Evangelho de Mateus, no capítulo 2, versículos 1-12. Na leitura do texto, podemos identificar que, quando Jesus nasce, Israel era governado por Herodes. O nascimento de Jesus aconteceu em Belém, segundo a profecia, e com o nascimento, três magos do Oriente foram guiados por uma estrela até o local que abrigava o Cristo recém-nascido.

Chegando em Israel, os magos procuraram Herodes para perguntar-lhe onde estava o recém-nascido rei dos judeus. Herodes orientou-lhes a respeito do que as profecias diziam e também sobre o surgimento da estrela, e indicou-lhes a seguirem sua busca, mas que o informasse onde estava o menino Jesus, pois ele também queria prestar culto. Herodes, no entanto, estava enganando os magos e queria saber onde estava Jesus para matá-lo.

Os magos continuaram seguindo a estrela de Belém e encontraram o recém-nascido em uma manjedoura em Belém. Eles, então, prestaram culto a Jesus e ofereceram três presentes a ele: incenso, mirra e ouro. Em seguida, os magos foram avisados por Deus em sonho que não deveriam informar nada a Herodes e, então, retornaram para sua terra por outro caminho.

O relato bíblico não se refere aos magos como reis em momento algum e isso é identificado em diferentes traduções do texto. A Nova Versão Internacional da Bíblia usa a expressão “magos vindos do Oriente”. Na Nova Versão na Linguagem de Hoje, o relato os apresenta como “alguns homens que estudavam as estrelas”. Uma outra versão conhecida como Nova Versão Transformadora, apresenta os magos como “sábios” ou “astrólogos reais”.

Assim, uma relação que podemos fazer por meio dessas versões e baseando nos relatos de estudiosos é que o termo “mago” era utilizado para referir-se a sábios, homens estudiosos, eruditos. Acredita-se que os magos poderiam ser astrônomos ou mesmo astrólogos, pois algumas versões falam que eles estudavam as estrelas.

Por que chamamos os magos de reis?

Muitos se perguntam por que chamamos os magos de reis, já que a narrativa bíblica não usa esse termo para denominá-los. A origem da utilização de rei para referir-se aos magos é desconhecida dos historiadores. Eles sabem apenas que os magos passaram a ser chamados de reis em algum momento entre o final da Idade Antiga e a Idade Média.

Alguns mencionam que a primeira referência aos magos como “reis magos” foi realizada por Tertuliano, no século III. Acredita-se que essa conclusão de que os magos eram reis foi resultado de uma interpretação que sugere que o texto em Mateus demonstra a realização de profecias localizadas em Isaías e Salmos, que sugerem que reis trariam presentes e se ajoelhariam perante o Messias.

Acesse também: Veja quando surgiu um feriado cristão celebrado sempre em uma quinta-feira

Nomes dos reis magos

Atualmente, a tradição cristã afirma que os três reis magos chamavam-se Gaspar, Baltasar ou Belchior (ou Melchior). Não se sabe se esses eram efetivamente o nome dos reis magos, mas acredita-se que esses nomes tenham sido atribuídos por conta de um documento escrito produzido por volta do ano 500 por um autor desconhecido.

Esse documento é conhecido como Excepta Latina Barbari e nele consta que os magos que levaram presentes a Jesus chamavam-se Bithisarea, Melichior e Gathaspa. A partir daí,  consolidou-se uma tradição, tanto que no século VIII, escritos de Beda, o Venerável, um Doutor da Igreja, já apresentavam os nomes dos magos na forma mencionada: Gaspar, Baltasar ou Belchior (podendo ser Melchior também).

Origem dos reis magos

Esse assunto é outro praticamente impossível de se afirmar certezas. Levando em consideração ao relato bíblico, os magos vinham do Oriente, o que podemos considerar que os magos podem ter vindo à leste de onde ficava a região da atual Palestina. Novamente se utilizando de relato de Beda, o Venerável, que consta no Excerpta et Colletanea, os locais de origem dos magos são os seguintes:

  • Melchior/Belchior: originário de Ur, terra dos Caldeus;
  • Gaspar: originário de regiões próximas ao Mar Cáspio;
  • Baltasar: originário de regiões próximas ao Golfo Pérsico.

Levando o escrito de Beda, conclui-se que os reis magos vieram da Babilônia, Pérsia e Arábia, mas, como dito, é difícil chegar a conclusões utilizando como base apenas o texto de Beda. Existem também teorias que analisam a possibilidade de eles serem originários da mesma região.

Quantos eram os reis magos?

Na tradição cristã, consolidou-se a informação de que os reis magos eram três. Muitos acreditam que isso ocorreu por uma relação direta ao fato de que a narrativa bíblica fala em três presentes, sendo assim, três magos. Um teólogo chamado Brent Landau realizou a tradução de um documento sírio, provavelmente do século II e de autor desconhecido, que sugere que os magos eram no total de doze e que eles poderiam ser provenientes de um local místico que, provavelmente, remete ao local onde encontramos a atual China. Outros estudos feitos com documentos da Antiguidade sugerem a existência de quatro magos.

Acesse também: Conheça mais detalhes sobre a celebração mais importante do cristianismo

Relíquias dos reis magos

Atualmente, existem relíquias sagradas dos reis magos localizadas no interior da Catedral de Colônia.[1]

Atualmente, existem relíquias sagradas dos reis magos que estão localizados em Colônia, na Alemanha. Diferentes lendas contavam que os reis magos haviam sido enterrados no mesmo local, que supostamente ficava na Península Arábica ou na Pérsia. Tempos depois, os restos mortais deles teriam sido levados para Constantinopla, por ordem de Santa Helena, mãe do imperador Constantino.

Posteriormente, as relíquias dos reis magos teriam sido levadas para Milão, norte da Itália, e, desde o século XII, estão em Colônia na Alemanha. Isso aconteceu em 1164, quando Frederico Barba Roxa, imperador do Sacro Império Romano-Germânico, liderou o ataque e o saque de Milão. As relíquias dos reis magos, transformaram Colônia em um importante centro de peregrinação.

O relicário dos reis magos está, atualmente, no interior da Catedral de Colônia, igreja construída a partir do século XIII e conhecida como um dos grandes símbolos da arquitetura gótica.

Créditos da imagem:

[1] Mikhail Markovskiy / Shutterstock

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

História

Estabelecimento e desenvolvimento da Igreja na Idade Média

Para Pintar

Natal

História

06 de Janeiro - Dia de Reis

Datas Comemorativas

Páscoa

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.