Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Megalodonte

Você já ouviu falar a respeito do megalodonte? Clique aqui e conheça esse incrível predador que viveu nos mares do nosso planeta.

O megalodonte era um grande predador dos mares pré-históricos O megalodonte era um grande predador dos mares pré-históricos

Diversos animais incríveis vivem em nossos oceanos, não é mesmo? Alguns apresentam formatos estranhos, outros, formas de defesa peculiares, e existem ainda aqueles que causam medo, como os tubarões.

Os tubarões atuais destacam-se por ser predadores ferozes, atingir grandes velocidades e possuir tamanho e peso consideráveis. O tubarão-branco, por exemplo, pode atingir até oito metros de comprimento e pesar aproximadamente duas toneladas. Impressionante? Não tão quanto o megalodonte!

→ O que é um megalodonte?

O megalodonte foi uma espécie de tubarão extinta há cerca de dois milhões de anos. Acredita-se que esse animal tenha vivido do Mioceno Médio ao limite do Plioceno-Pleistoceno. Ele era encontrado em mares quentes e rasos de praticamente todo o planeta, o que conferiu a essa espécie o título de cosmopolita.

Os megalodontes apresentavam cerca de 60 toneladas e aproximadamente 18 metros de comprimento. Eles também possuíam grandes dentes serrilhados, que podiam atingir incríveis 15 cm de altura total.

O dente do megalodonte apresentava cerca de 15 cm de altura
O dente do megalodonte apresentava cerca de 15 cm de altura

Pesquisadores sugerem que a mordida do megalodonte tinha uma força que variava entre dez e dezoito toneladas, cerca de dez vezes mais que um tubarão-branco. Esse imenso animal necessitava dessa mordida para conseguir alimento e satisfazer suas grandes necessidades nutricionais.

Os megalodontes eram animais carnívoros que se alimentavam, principalmente, de cetáceos (grupo de animais marinhos que engloba baleias e golfinhos). Essa informação foi confirmada graças à análise de registros fósseis de algumas baleias, que apresentavam marcas de dente compatíveis com as desse grande tubarão. De acordo com especialistas, esse animal deveria comer o equivalente a dez homens para conseguir realizar suas atividades.

Os megalodontes, como é possível perceber, foram grandes predadores, porém, esses gigantescos tubarões não possuíam predadores naturais. Como eles interagiam em diferentes comunidades, sua extinção provavelmente afetou muitos ecossistemas, uma vez que esses animais eram os principais predadores desses ambientes. Vale destacar que a extinção do megalodonte ainda não foi bem explicada, mas, provavelmente, resultou das mudanças climáticas ocorridas no período.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Animais ameaçados de extinção

Ciências

Animais em extinção

Ciências

Extinção

Ciências

Tubarão

Últimos artigos

Milagre econômico brasileiro

Milagre econômico brasileiro foi um período da Ditadura Militar no qual a economia brasileira apresentou grande crescimento e importantes obras públicas foram realizadas.

Manto terrestre

O manto terrestre é uma camada, constituída pelo magma, muito dinâmica da Terra. Situado entre a crosta e o núcleo, ocupa aproximadamente 84% do volume total do planeta.

Altitude

A altitude é a distância vertical entre um ponto na superfície da Terra e o nível do mar, sendo uma medida importante para a caracterização do relevo de uma área.

Área do cubo

A área do cubo é a medida da superfície desse poliedro. A área da base, a área lateral e a área total do cubo estão relacionadas à área do quadrado.