Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Como determinar a quantidade de álcool na gasolina?

Clique e veja como podemos determinar a quantidade de álcool na gasolina!

Muitas pessoas pensam que, quando vão abastecer o carro no posto de combustível, ao escolher etanol ou gasolina, estão colocando gasolina ou álcool puros. Na verdade, sempre compramos misturas, sendo elas:

  • Se etanol: mistura formada por etanol e água;

  • Gasolina: mistura formada por gasolina e etanol.

É muito comum aparecer no rádio, televisão ou internet que um determinado posto vendeu combustível adulterado para um cliente e que isso gerou danos ao carro. Pode ser que no etanol a quantidade de água estava maior que o permitido em lei ou que a quantidade de etanol na gasolina estava maior que a permitida.

A Legislação Brasileira determina qual é o teor de álcool que deve estar presente na gasolina (qualquer tipo) e o teor de água do etanol. Atualmente, os teores permitidos são:

  • Para a gasolina comum: 27% de etanol anidro

  • Para a gasolina aditivada: 27% de etanol anidro

  • Para a gasolina premium: 25% de etanol anidro

  • Para o Etanol: 4% de água

Seria possível que uma pessoa qualquer identificasse se o combustível que está comprando está ou não adulterado? É possível determinar de forma rápida e simples a quantidade de etanol na gasolina? A resposta para ambas as perguntas é sim!

Vamos aprender agora como podemos determinar a quantidade de álcool na gasolina comum. Acompanhe:

a) Materiais necessários

  • Proveta de 150 mL

  • Béquer ou recipiente com 50 mL de água destilada (encontrada em qualquer farmácia)

  • 5 gramas de NaCl (cloreto de sódio / sal de cozinha)

  • Um béquer com 50 mL de gasolina comum (adquirida em qualquer posto de combustível)

  • Máscara descartável

  • Um par de luvas descartáveis

b) Precauções

  • Realizar o procedimento em um local com boa circulação de ar;

  • A mascara deverá ser utilizada porque a gasolina é um líquido volátil (evapora com a influência do calor do ambiente), e seus vapores são tóxicos;

  • A luva será utilizada para evitar contato direto com as substâncias utilizadas;

  • Realizar o procedimento com a supervisão e auxílio de um adulto;

  • Não realizar o experimento próximo a uma fonte de calor.

c) Procedimento a ser realizado

1º Passo: adicionar todo o cloreto de sódio no béquer com água destilada;

2o Passo: adicionar toda a gasolina no interior da proveta, até a marca de 50 mL;

3º Passo: adicionar toda a água destilada com NaCl na proveta que contém gasolina.

4º Passo: Tampar a proveta com a mão (utilizando a luva) e virá-la de cabeça para baixo pelo menos 10 vezes;

5º Passo: aguardar cerca de 15 minutos;

6º Passo: Observar qual é a quantidade de gasolina presente na proveta após a mistura.

d) Explicação

Quando adicionamos a mistura água e NaCl à gasolina, todo o etanol que estava dissolvido na gasolina é atraído pela mistura adicionada. Isso acontece porque o etanol é uma substância polar e a mistura água e NaCl também apresenta caráter polar (semelhante atrai semelhante).

Durante o processo, a gasolina sofre decantação e fica sobre a mistura água e NaCl por apresentar uma densidade menor.

Analisando a proveta com a mistura de gasolina, água e NaCl, observamos que a água vai até a marca de 65 mL, como adicionamos apenas 50 dela concluímos que ela recebeu 15 mL de etanol proveniente da gasolina. Já a gasolina começa seu volume em 65 mL e vai até 100 mL, ou seja, apresenta um volume de 35 mL.

Conhecendo o volume de gasolina que foi adquirido no posto e o volume de etanol que ela apresenta, podemos calcular a porcentagem de etanol por meio de uma regra de três:

50 mL, que era o todo (gasolina adquirida), está para 100%, assim como o volume de etanol (15 mL) está para x:

50 mL.............100%

15 mL.............x

Multiplicando cruzado:

50 . x = 15 . 100

50x = 1500

x = 1500
      50

x = 30%

Como a gasolina apresentou 30% de etanol dissolvido, trata-se de um produto adulterado, já que o limite permitido pela legislação é de 27%.

A gasolina adquirida em postos de combustível sempre está misturada com etanol A gasolina adquirida em postos de combustível sempre está misturada com etanol
Por Diogo Lopes Dias

Você pode se interessar também

Ciências

Concentração de uma mistura homogênea

Ciências

Separação de misturas

Ciências

Produção do etanol

Ciências

Biocombustíveis

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.