Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Orações subordinadas adverbiais

Ainda não conhece as orações subordinadas adverbais? Não sabe o que está perdendo, pois em apenas um clique fará importantes descobertas!

Você se lembra dos adjuntos adverbiais? Claro que sim, não é verdade? Ora, eles expressam a circunstância em que se encontra o verbo. Aquelas circunstâncias de modo, de lugar, de tempo, enfim, muitas são elas.

Pois bem, chegou o momento de conhecer as orações subordinadas adverbais, pois elas são classificadas de acordo com as diferentes circunstâncias expressas no verbo da oração principal. Vamos conhecê-las, então?

# Orações subordinadas adverbias causais revelam a ideia da causa expressa na oração principal. As conjunções que as representam são as seguintes: “porque, já que, visto que, como”, etc.

Não fomos ao cinema, porque estava chovendo bastante.

# Orações subordinadas temporais indicam a ideia de tempo expresso na oração principal. São representadas pelas seguintes conjunções: “quando, logo que, assim que, enquanto”, entre outras.

Logo que a professora chegou, todos fizeram silêncio. 

# Orações subordinadas adverbiais proporcionais– indicam a ideia de proporção expressa pelo fato da oração principal. As orações que as representam são: “à proporção que, à medida que”, etc.

À medida que estudo, aprendo mais e mais.

# Orações subordinadas adverbiais condicionais expressam a ideia de condição expressa pelo fato da oração principal. “Caso, desde que, a menos que, uma vez que”, entre outras, representam essas nossas amiguinhas.  

Irei com você ao cinema, desde que minha família não resolva viajar.

# Orações subordinadas adverbiais concessivas revelam a ideia oposta, contrária àquela expressa na oração principal. São representadas pelas seguintes conjunções: “embora, ainda que, mesmo que, apesar de que”.

Mesmo que minha família não viaje, não irei ao cinema com você.  

# Orações subordinadas adverbiais consecutivas revela a ideia de consequência expressa pelo fato da oração principal. Conjunções como “tão, tal, tanto, tamanho”, entre outras, acompanham a principal delas – “que”, e, consequentemente, representam essas orações.

Tamanho foi o prejuízo que resolveram fechar a empresa.

# Orações subordinadas adverbiais finais expressam a finalidade da oração principal. “Para que, a fim de que” são aquelas consideradas mais comuns.

Estudo muito, a fim de que possa obter bom resultado nas avaliações.

# Orações subordinadas adverbiais comparativas estabelecem uma ideia de comparação expressa na oração principal. São representadas por “tão... como, tão... quanto, mais... do que”.

Era tão linda como uma flor.

# Orações subordinadas adverbiais conformativas expressam uma ideia de conformidade em relação ao fato expresso na oração anterior. As conjunções que as representam são: “conforme, consoante, segundo, como”.

Fizemos o trabalho conforme a professora pediu.

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

As orações subordinadas adverbiais recebem distintas classificações As orações subordinadas adverbiais recebem distintas classificações
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

Conceito de frase, oração e período

Português

Orações Subordinadas Adjetivas

Português

Orações subordinadas substantivas

Português

Período composto por Coordenação e por Subordinação

Últimos artigos

Cuca

Cuca é um ser do folclore brasileiro e apresentada como uma velha má que sequestra crianças. Por meio de Monteiro Lobato, a forma de jacaré da cuca se popularizou.

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.