Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Como usar corretamente o pronome relativo “quem”?

Os pronomes relativos e a coesão textual: Clique e aprenda a usar corretamente o pronome relativo “quem”.

O emprego adequado dos pronomes relativos é muito importante para uma boa redação. Esses pequenos elementos cumprem uma função sintática significativa, pois, ao fazerem referência a um termo expresso anteriormente no texto, evitam a repetição e colaboram para a coesão textual.

Entre os principais pronomes, está o pronome “quem”, que na oração desempenhará o papel de pronome substantivo. Quer saber como utilizá-lo corretamente? O Escola Kids preparou um guia prático e fácil para você não errar mais. Vamos à leitura? Bons estudos!

Como usar corretamente o pronome relativo quem?

Dica 1 ► O pronome relativo “quem” deve ser empregado quando fizer referência a pessoas ou coisas personificadas e, na maioria das vezes, aparecerá precedido de preposição. Na oração seguinte, ele substituirá o termo antecedente (pessoas ou coisas personificadas), lembrando que essa oração será subordinada à primeira. Para que você entenda direitinho, observe o exemplo:

1. Ela encontrou a melhor amiga na escola. Gosta muito da amiga.

2. Ela encontrou a melhor amiga na escola, de quem gosta muito.

As orações “Ela encontrou a melhor amiga na escola. Gosta muito da amiga.” foram reunidas em um único período, “Ela encontrou a melhor amiga na escola, de quem gosta muito”, formando um período composto. O uso do pronome relativo “quem” evitou a repetição do substantivo “amiga”, por isso dizemos que ele atuou na oração como um pronome substantivo, além de ter colaborado bastante para a coesão textual ao eliminar a repetição desnecessária de palavras.

Dica 2 Quando for precedido de uma preposição, o que acontece na maioria das vezes, o pronome relativo “quem” exercerá função de objeto direto preposicionado. Veja só:

A menina que vi ontem no parque de diversões estuda na minha escola.

Substitua o pronome relativo “que”, um objeto direto, pelo pronome “quem”:

A menina a quem vi ontem no parque de diversões estuda na minha escola.

Dica 3 Quando não for precedido de uma preposição, o pronome relativo “quem” exercerá a função de sujeito da oração, tendo o mesmo valor que os seguintes pronomes: o que, a que, os que, as que, aquele que, aquela que, aqueles que, aquelas que. Observe:

Foi ela a que me falou sobre a festa. Foi ela quem me falou sobre a festa.

Dica 4 ► Existem situações nas quais o pronome relativo “quem” surgirá na oração com emprego absoluto, ou seja, sem fazer referência a um antecendente. Nessas ocasiões ele será considerado como do gênero masculino e flexionado numericamente no singular. Lembre-se também de que você não deverá empregar a vírgula entre o “quem” e o segundo verbo com o qual o pronome concordará. Observe os exemplos:

Quem avisa amigo é. (Errado: Quem avisa, amigo é).

Quem acredita sempre alcança. (Errado: Quem acredita, sempre alcança).

Quem viver verá. (Errado: Quem viver, verá).


Por Luana Castro
Graduada em Letras

O pronome relativo quem deve ser empregado na oração para fazer referência a pessoas ou coisas personificadas O pronome relativo quem deve ser empregado na oração para fazer referência a pessoas ou coisas personificadas
Por Luana Castro Alves Perez

Você pode se interessar também

Português

Como usar os pronomes relativos?

Português

Funções sintáticas dos pronomes relativos

Português

Pronomes Relativos

Últimos artigos

Sistema respiratório | Ensino Fundamental I

O sistema respiratório é responsável pela oxigenação das células. Para que isso aconteça, é necessário que o ar passe por diversos órgãos.

Sistema Urinário | Ensino Fundamental I

O sistema urinário é o responsável por eliminar as excretas do organismo, isto é, tudo aquilo de que nosso corpo não precisa mais.

8 de setembro — Dia Internacional da Alfabetização

O Dia Internacional da Alfabetização é uma data que busca conscientizar sobre os vários problemas que envolvem a alfabetização no Brasil e no mundo.

Idade Antiga

Idade Antiga é um dos períodos da história humana, de acordo com a periodização que predomina atualmente na disciplina. Trata sobre as civilizações antigas.