Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Análise sintática e morfológica

Conheça as características da análise sintática e morfológica.

A análise morfológica estuda as dez classes gramaticais, e a sintática, a função de cada uma na oração A análise morfológica estuda as dez classes gramaticais, e a sintática, a função de cada uma na oração

Na Língua Portuguesa, as palavras podem ser analisadas isoladamente ou dentro da oração. A análise que considera somente a palavra é chamada de análise morfológica, e a que analisa a palavra relacionada a outras dentro da oração é a sintática.

Na análise morfológica, as classes gramaticais (substantivo, verbo, advérbio, pronome, numeral, preposição, conjunção, interjeição, artigo e adjetivo) são colocadas em evidência. Portanto, cada palavra será analisada como se fosse única. Nesse momento, não há interesse na função que a palavra exerce dentro da oração. Veja o exemplo:

Júlia quebrou a carteira.

Júlia: substantivo

Quebrou: verbo

A: artigo

Carteira: substantivo

  • Perceba que, na análise morfológica, é como se cada palavra fosse recortada da oração, pois, o interesse, nesse caso, é encontrar a classe gramatical.

Na análise sintática, a palavra não é estudada de forma isolada, pois ela mantém relação com outras palavras. Por isso, sintaticamente, as palavras passam a exercer uma função na oração. Vamos analisar as mesmas palavras do exemplo, só que agora buscaremos a função, ou seja, o papel desempenhado por cada uma dentro da oração.

Júlia: Sujeito

Quebrou - Verbo transitivo direto

A cadeira: objeto direto

A: adjunto adnominal

Cadeira: núcleo do objeto direto

Percebeu a diferença? Quando a análise é morfológica, recorra às 10 classes gramaticais, entretanto, se a análise é sintática, busque descobrir qual é o papel que as palavras desempenham dentro da oração. A seguir, acompanhe as 10 classes gramaticais e suas funções sintáticas.

1 - Substantivo: núcleo do sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo, agente da passiva, complemento nominal e aposto;

Atenção: O substantivo também pode exercer as funções de adjunto adnominal e de adjunto adverbial. Nesses casos, aparecem em locuções adjetivas ou adverbiais.

2 - Adjetivo: Núcleo do predicativo e do adjunto adnominal;

3 - Artigo: adjunto adnominal;

4 - Pronome adjetivo: adjunto adnominal;

5 - Pronome substantivo: exerce as mesmas funções do substantivo;

6 - Numeral: adjunto adnominal;

7 - Verbo: núcleo do predicado verbal e do predicado verbo-nominal;

  • Atenção: No predicado nominal, o verbo de ligação não é núcleo funcionando como ponte entre o sujeito e o predicativo do sujeito.

8 - Advérbio: núcleo do adjunto adverbial;

9 - Preposição: Conectivo (elemento de ligação);

10 - Conjunção: conectivo (elemento de ligação);

11 - Interjeição: não possui função sintática.

Quando a análise sintática é feita junto à morfológica, ela recebe o nome de Análise Morfossintática.


Por Mayra Pavan
Graduada em Letras

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

Palavras irmãs: Conheça as palavras cognatas!

Últimos artigos

Crise de 1929

A Crise de 1929 foi a maior crise econômica da história dos Estados Unidos e do capitalismo. Foi iniciada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

Retângulo

O retângulo possui quatro lados e todos os ângulos internos medindo 90°. Essa forma geométrica está muito presente no cotidiano, como na face de caixas e nas paredes.

Paralelepípedo

O paralelepípedo é um sólido geométrico que possui todas as faces com paralelogramos. Essa forma pode ser percebida nos prédios e em caixas de sapatos.

Hiena

Hiena é um animal encontrado na África e na Ásia, bastante conhecido por seu hábito de se alimentar de carniça. Existem atualmente três espécies diferentes de hienas.