Partenogênese

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Partenogênese As abelhas são o exemplo mais clássico de reprodução por partenogênese
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

A partenogênese é uma forma de reprodução em que um embrião desenvolve-se sem que o óvulo seja fecundado. Diferencia-se da reprodução humana por não envolver o processo de fecundação. Na nossa espécie, o espermatozoide deve fecundar o óvulo para gerar um novo ser.

Leia também: Fecundação

A partenogênese é um tipo de reprodução assexuada, ou seja, não envolve a fecundação de gametas. Assim como em outros tipos de reprodução assexuada, observa-se a formação, geralmente, de indivíduos semelhantes aos pais geneticamente, o que chamamos de clones.

Na partenogênese, a mãe origina um filhote sem a necessidade de um indivíduo macho. Ela é capaz, sozinha, de gerar um embrião a partir de um óvulo não fecundado.


Na espécie humana, ocorre reprodução sexuada, sendo observada a fecundação (imagem acima). Na partenogênese, isso não acontece

Partenogênese em abelhas

O exemplo mais clássico de partenogênese é o das abelhas. Sabemos que esses animais vivem em sociedade, sendo esta formada pela rainha, operárias e zangões. A rainha é a fêmea fértil, as operárias são gêmeas estéreis, e os zangões são os machos, que possuem a função de fecundar a rainha. Os zangões nascem por partenogênese, sendo, portanto, originados de um óvulo não fecundado. Já a rainha e as operárias originam-se de óvulos fecundados.

Conheça um pouco mais: Sociedade das abelhas


Exemplos de outros organismos que se reproduzem por partenogênese


Já foi relatado um caso de tubarão-zebra que se reproduziu por partenogênese em cativeiro

Além das abelhas, que é o exemplo mais clássico, outros organismos reproduzem-se por partenogênese. Esse é o caso de algumas plantas, vespas, formigas e alguns raros animais vertebrados. Como exemplo de vertebrados que se reproduzem por partenogênese, podemos citar alguns peixes, como tubarão-martelo e o tubarão-zebra; bem como cobras e lagartos, como o dragão-de-komodo. Vale destacar que muitas dessas espécies reproduziram-se por partenogênese em cativeiro.

Avaliação

-

    Escola Kids