Qual matéria está procurando ?

História

História

Civilização Rapa Nui

Os Rapa Nui são uma civilização polinésia que se desenvolveu na Ilha de Páscoa e que ficou conhecida por ser a responsável pela construção dos moais.

Moais, grandes blocos de pedra com forma humanoide, construídos na Ilha de Páscoa pela civilização Rapa Nui. Os moais são o grande símbolo da civilização Rapa Nui.

A civilização Rapa Nui foi um povo de origem polinésia que se desenvolveu na Ilha de Páscoa, muito provavelmente a partir de 1200. Os historiadores acreditam que os Rapa Nui tenham chegado a essa ilha por meio das Ilhas Marquesas.

Os Rapa Nui são bastante conhecidos por terem construídos os moais, enormes megálitos (grandes blocos de pedra) feitos de tufo vulcânico e com forma humanoide. A forma como os Rapa Nui transportavam esses megálitos pela Ilha de Páscoa intriga os historiadores. O esgotamento dos recursos da ilha pode ter contribuído para a decadência dessa civilização.

Leia também: Astecas — povo mesoamericano que se estabeleceu no Vale do México no século XIV

Resumo sobre civilização Rapa Nui

  • Os Rapa Nui foram uma civilização polinésia que se desenvolveu na Ilha de Páscoa.

  • Acredita-se que tenham migrado das Ilhas Marquesas até se estabelecerem na Ilha de Páscoa.

  • Desenvolveram uma civilização em um local remoto e com recursos limitados.

  • Construíram os moais, megálitos com formas humanoides que estão espalhados pela ilha.

  • A decadência dos Rapa Nui pode ter sido motivada pelo esgotamento dos recursos naturais da ilha.

Civilização Rapa Nui na Ilha de Páscoa

A civilização Rapa Nui se desenvolveu na Ilha de Páscoa, localizada no Oceano Pacífico e considerada um dos locais mais isolados do mundo. A porção de terra mais próxima dessa ilha é a Ilha de Pitcairn, localizada a cerca de 2000 quilômetros de distância. O isolamento foi, portanto, uma das marcas dessa civilização.

Outra grande marca dos Rapa Nui foram gigantescas construções megalíticas, os moais, espalhadas por toda a extensão da Ilha de Páscoa. Esses megálitos foram construídos com formas humanoides, sendo fabricados de rochas vulcânicas presentes na ilha. Os pesquisadores ainda tentam entender como os Rapa Nui moveram esses megálitos por quilômetros de distância.

Os Rapa Nui também chamam a atenção dos historiadores pela sua capacidade de sobreviver em um local com recursos extremamente limitados para a manutenção de grupos humanos. A civilização Rapa Nui teve contato com os europeus no começo do século XVIII, quando uma expedição holandesa chegou à ilha.

Quando os europeus chegaram lá, encontraram os Rapa Nui em um estado de declínio bastante acentuado. As populações estavam em número bastante diminuído e mantinham um estilo de vida precário. A Ilha de Páscoa é atualmente território que pertence ao Chile.

[publicação_omnia]

Origem da civilização Rapa Nui

O fato de uma civilização ter se desenvolvido em um dos locais mais isolados do mundo é algo que chama a atenção dos pesquisadores. A chegada dos grupos humanos à ilha causa bastante divisão entre os historiadores e muitos afirmam que isso ocorreu por volta de 1200.

Outros pesquisadores, por sua vez, afirmam que a presença humana na ilha aconteceu mais cedo, por volta do ano 700-800. De toda forma, existe uma tradição oral que aponta que os Rapa Nui que se estabeleceram na ilha eram liderados por um chefe tribal chamado Hotu Matu’a. Ele teria feito essa migração após sonhar com uma nova terra.

O que os historiadores dizem, por sua vez, é que a população de polinésios que habitou a Ilha de Páscoa era, muito provavelmente, originária das Ilhas Marquesas (mais ou menos 3700 quilômetros distante da Ilha de Páscoa).

Essa hipótese se baseia em semelhanças culturais e linguísticas entre as populações das duas ilhas. A migração pode ter acontecido por um surto de intoxicação alimentar que pode ter atingido as Ilhas Marquesas.

Veja também: Como a América foi “descoberta”?

Auge da civilização Rapa Nui

A chegada dos Rapa Nui, independentemente da data, fez com que esses grupos humanos se estabelecessem e prosperassem com o tempo. Isso aconteceu por meio da exploração dos recursos existentes no local, mas também pelo cultivo de alguns alimentos, embora a ilha não fosse o local mais propício para a agricultura.

Muitos historiadores explicam que a força dos ventos na Ilha de Páscoa tinha um efeito negativo sobre a agricultura e esse efeito foi agravado à medida que a vegetação da ilha foi sendo desmatada. Além disso, a quantidade de chuvas no local é considerada baixa. Muitos historiadores apontam que o desmatamento da ilha pode ter contribuído diretamente para o declínio Rapa Nui.

No auge, a população Rapa Nui pode ter chegado a 9000 habitantes, mas existem levantamentos estatísticos que apontam que eles podem ter chegado a 15000 habitantes — um número expressivo se considerarmos que atualmente a ilha possui cerca de 8000 habitantes. A limitação do espaço geográfico, o isolamento e os poucos recursos tornam esse número expressivo para os Rapa Nui.

  • Construção dos moais

Outro grande feito dos Rapa Nui foi a construção dos moais, megálitos que estão espalhados por toda a ilha, sendo aproximadamente 1000 o total de moais na Ilha de Páscoa. O moai mais alto tem cerca de 10 metros de altura e o mais pesado possui cerca de 75 toneladas. Existem também diversos moais que não foram finalizados e estima-se que a construção desses megálitos tenha acontecido entre os anos de 1400 e 1650.

Os moais eram construídos de uma rocha chamada tufo vulcânico, e o local de sua construção era uma pedreira no vulcão Rano Raraku. A maioria dos moais eram construídos horizontalmente, mas alguns foram colocados na posição vertical. Alguns moais possuíam um adorno parecido com um chapéu, chamado pukao, que era fabricado de uma rocha vulcânica encontrada na pedreira do vulcão Puna Pau.

Os historiadores especulam as motivações em torno da construção desses megálitos, e uma das explicações mais aceitas aponta que os moais eram construídos como forma de homenagem a antepassados divinizados. Outras hipóteses apontam que eles eram construídos para garantir a proteção da ilha e para aumentar a fertilidade do solo.

Saiba mais: Civilização inca — povo que habitava o território do atual Peru

Qual foi o fim da civilização Rapa Nui?

A chegada dos europeus na Ilha de Páscoa aconteceu em 1722, quando a expedição do holandês Jacob Roggeveen aportou no local. Quando chegaram lá, os europeus presenciaram os Rapa Nui em acelerado declínio, pois sua população estava reduzida e vivendo em estado de empobrecimento.

Não sabemos ao certo o que explica o declínio Rapa Nui, mas o desmatamento da ilha e o esgotamento dos recursos locais é a hipótese mais aceita pelos historiadores. Afirma-se nessa hipótese que a destruição das árvores locais tenha prejudicado a agricultura e o solo, dando início a um ciclo de falta de alimentos. Água potável também era um recurso bastante escasso na ilha.

Outros historiadores, por sua vez, atribuem a decadência dos Rapa Nui à chegada dos europeus, que trouxeram doenças que reduziram a população local, além de terem cometido violências contra os Rapa Nui, incluindo a venda de locais como escravos.

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

História

Descobrimento da América

História

Grandes Navegações

História

Incas

História

Moais

Últimos artigos

Folclore brasileiro

O folclore brasileiro é o rico conjunto de manifestações de nossa cultura. Mitos, lendas, danças, músicas, brincadeiras e festas populares fazem parte dele.

El Niño

O El Niño é um fenômeno descrito pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, provocando chuvas volumosas no Sul do Brasil e secas severas no Norte e no Nordeste.

Bicho-papão

Bicho-papão é uma lenda presente no folclore brasileiro que fala de um monstro que sequestra e devora crianças desobedientes. Foi influência portuguesa em nossa cultura.

Queda da Bastilha

A queda da Bastilha foi um acontecimento marcante que se passou em 14 de julho de 1789, marcando o início da Revolução Francesa.