Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Montanhas

Conheça as características das montanhas, qual é a maior montanha do mundo e como essas formas de relevo surgem na natureza!

As montanhas formam lindos cenários, verdadeiros cartões-postais! Mas o que é exatamente uma montanha?

Por definição, a montanha é uma elevação no relevo com uma altura de 300m ou mais em relação à área ao seu redor. É importante perceber que existe diferença entre montanha e serra, pois as serras possuem altitudes menores e topos arrendondados.

Quando uma montanha encontra-se agrupada com uma série de várias montanhas existentes, dizemos que existe uma cadeia montanhosa ou uma cordilheira. Existem vários exemplos disso no mundo, como a Cordilheira dos Andes na América do Sul, os Alpes na Europa, as Montanhas Rochosas na América do Norte e a Cordilheira do Himalia na Ásia. Nessa última encontra-se o Monte Everest, a montanha mais alta do mundo, com 8.848 metros acima do nível do mar.

Monte Everest, a montanha mais alta do planeta
Monte Everest, a montanha mais alta do planeta

No topo das montanhas, o clima costuma ser bem específico, com muita umidade e temperaturas muito baixas, além de uma pressão atmosférica reduzida, o que se explica pela relação entre altitude e clima: quanto mais elevado é o relevo, menores são as temperaturas. Esses fatores climáticos, além do relevo bastante inclinado, fazem com que a existência de vida seja bastante dificultada nesses ambientes.

Como se formam as montanhas?

A maioria das montanhas forma-se a partir da atividade tectônica, ou seja, quando duas placas tectônicas chocam-se e provocam a alteração do relevo, o que resulta na elevação de suas formas. Esse processo recebe um nome muito estranho:orogênese”.

Existem outras montanhas que se formam pela ação do vulcanismo, basicamente quando se acumula muita lava (que se solidifica e transforma-se em rochas) ao redor dos vulcões ao longo de milhares e milhares de anos.

Além desses dois processos, existem outras ocorrências, como o desgaste do relevo no ambiente circundante ou o acúmulo de detritos, mas são fenômenos de rara ocorrência na natureza. As duas explicações acima apresentadas são as manifestações mais comuns.

Na grande maioria dos casos, a presença de montanhas indica que o relevo local é relativamente jovem, ou seja, possui algumas dezenas ou centenas de milhões de anos, o que parece muito, mas não é nada perto dos 4,5 bilhões de anos que o planeta Terra possui. Isso significa que daqui mais alguns milhões e milhões de anos os agentes externos do relevo (chuvas, ventos, clima etc.) lentamente desgastarão essas montanhas até que elas venham a dar origem a outras formas de relevo.


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Cordilheira dos Andes, um ambiente com belíssimas montanhas Cordilheira dos Andes, um ambiente com belíssimas montanhas
Por Rodolfo F. Alves Pena

Você pode se interessar também

Geografia

A relação entre altitude e clima

Geografia

Vulcão

Geografia

O Relevo

Geografia

Depressão relativa e depressão absoluta

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.