Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Agentes de transformação do Relevo

Conheça e compreenda os agentes internos e externos de transformação do relevo.

O relevo está em constante transformação em função das ações dos diferentes elementos O relevo está em constante transformação em função das ações dos diferentes elementos

Apesar de nem sempre percebemos diretamente, o relevo terrestre é bastante dinâmico e está sempre se transformando. Algumas dessas transformações podem ser mais facilmente visualizadas, como as erosões; outras já são mais longas e demoram milhares de anos para acontecer, como a formação de montanhas.

Essas transformações acontecem graças aos agentes de transformação do relevo, que são elementos responsáveis pelas alterações e construções das formas que observamos na superfície terrestre. Assim, para melhor compreender esses agentes, eles foram divididos em agentes internos ou endógenos e agentes externos ou exógenos.

Os agentes internos ou endógenos de transformação do relevo são aqueles que surgem ou agem de dentro da Terra, ou seja, abaixo da superfície. São os terremotos, os vulcanismos e o tectonismo.

Os agentes externos ou exógenos, por outro lado, são aqueles que agem acima do relevo, ou seja, sobre a superfície. São as ações dos ventos, das águas, do intemperismo e dos seres vivos.

Os agentes endógenos atuam graças às forças exercidas pela movimentação do magma terrestre, que movimenta os vários “pedaços” que formam a crosta terrestre, chamados de placas tectônicas. Assim, graças ao choque e ao afastamento de duas dessas placas, temos a ocorrência dos vulcões e dos terremotos, além da formação de montanhas, vales, entre outras formas de relevo.

Já os agentes exógenos “esculpem” as formas de relevo que se formaram e se transformaram ao longo do tempo. Aquela expressão “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” expressa bem essa questão. Por exemplo, as águas da chuva, ao escoarem sobre a superfície, “lavam” o solo, retirando dele algumas de suas camadas, que são transportadas para os rios. Quando não há vegetação no local, essa enxurrada pode provocar a formação de grandes buracos, chamados de erosões.


Essa formação rochosa foi esculpida pela ação dos ventos

Dessa forma, podemos entender melhor por que as formas de relevo que compõem a superfície são tão variadas e transformam-se ao longo do tempo.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

 

Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Composição da superfície terrestre

Geografia

Cânions

Ciências

Estações do Ano

Geografia

Intemperismo

Últimos artigos

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.

Ciclo do Café

O ciclo do café foi o ciclo econômico em que o café predominou na economia brasileira. Iniciou em meados do século XIX, estendendo-se até metade do século XX.

Arte rupestre

A arte rupestre são as obras de arte produzidas pelos hominídeos na Pré-História, destacando-se as pinturas e as gravuras.