Qual matéria está procurando ?

Datas Comemorativas

Datas Comemorativas

Festa Junina

Celebrada no mês de junho, a Festa Junina é bastante popular no Brasil. Foi introduzida no país pelos portugueses no período da colonização.

Ilustração com elementos e escritos ligados à Festa Junina. A Festa Junina é uma tradicional festividade realizada em junho.

A Festa Junina é uma celebração tradicional no Brasil que acontece no mês de junho. Essa festividade foi introduzida aqui pelos portugueses durante a colonização, sendo uma manifestação religiosa que homenageia os seguintes santos: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo.

A festividade é fortemente relacionada com a cultura caipira e sertaneja em nosso país, estendendo-se tradicionalmente pelo mês de junho, mas também sendo celebrada em julho. A celebração sofre variações de acordo com a região do país, mas tem símbolos e características imutáveis.

Leia também: Páscoa — detalhes sobre a principal celebração do cristianismo

Resumo sobre Festa Junina

  • A Festa Junina é uma tradicional celebração brasileira que acontece no mês de junho.
  • Tem um caráter religioso vinculado ao catolicismo.
  • São celebrados os seguintes santos: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo.
  • A celebração é fortemente ligada à cultura caipira em nosso país.
  • Também acontece em outros países.

Quais são as características da Festa Junina?

A Festa Junina é uma celebração popular muito rica e cheia de detalhes. Algumas de suas características comuns serão encontradas abaixo:

Brincadeiras da Festa Junina

Algumas brincadeiras são realizadas durante a Festa Junina, e o objetivo delas é permitir que todos se divirtam durante a celebração, cada um escolhendo a que for de sua preferência. Entre as brincadeiras da festa, estão as tradicionais: cadeia, pescaria, canaleta e correio elegante. Outras brincadeiras são o jogo de argolas e o jogo da lata.

Canaleta e pescaria são exemplos de brincadeiras da Festa Junina.

Comida da Festa Junina

Algumas das comidas típicas da Festa Junina.

A Festa Junina é caracterizada por alguns alimentos típicos. É bastante tradicional que grande parte deles seja feita à base de milho e de amendoim. Entre essas comidas típicas, estão: paçoca, bolo de milho, pamonha, canjica, arroz-doce, mané pelado, pé de moleque, pipoca, quentão, entre outras.

Danças da Festa Junina

A quadrilha é uma das principais danças da Festa Junina.[1]

As danças também são uma parte importante da Festas Junina, garantindo a diversão dos presentes. Algumas podem ser previamente ensaiadas, como acontece com a quadrilha, mas outras podem ser realizadas por todos os que estiverem presentes, sem a necessidade de ensaio prévio, como são os casos do forró, do baião, do xaxado, entre outras.

Roupas da Festa Junina

Os trajes caipiras são característicos da Festa Junina.

A tradição da Festa Junina estabelece que as roupas tradicionais são as de estilo caipira, uma vez que a festividade no Brasil ficou fortemente relacionada com as zonas rurais. Por isso, muitas pessoas vão vestidas de camisa xadrez e calça jeans e calçadas com botas ou botinas. Algumas pessoas também usam o chapéu de palha.

Simpatias da Festa Junina

A Festa Junina, além de ser uma festividade popular, é uma manifestação da religiosidade das pessoas, uma vez que são celebrados alguns santos católicos nela. Como parte da manifestação dessa religiosidade, estão as simpatias. Uma delas fala sobre colocar a imagem de Santo Antônio de ponta-cabeça a fim de garantir que o santo encontre o amor para a pessoa que fez a simpatia.

Outra simpatia envolve a produção de uma solução líquida contendo cravo, alecrim e manjericão. Essa solução deve ser usada no banho no dia 24 de junho, Dia de São João. Durante o banho, a pessoa tem que solicitar proteção a São João.

Decoração e símbolos da Festa Junina

A fogueira e as bandeirolas são importantes elementos da Festa Junina.

Entre os itens de decoração comuns da Festa Junina estão as bandeirolas, também conhecidas como bandeirinhas. As fogueiras também são um item decorativo fundamental, sendo um símbolo que remete a São João. Outros símbolos são o forró, as quadrilhas, as comidas de milho e amendoim, entre outros.

Qual é o significado da Festa Junina?

A Festa Junina é uma celebração cristã muito tradicional no catolicismo. Ela homenageia diferentes santos católicos: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo. Cada um deles é celebrado em datas distintas, mas, em conjunto, são homenageados nas edições da festa durante todo o mês de junho.

Quais são as datas da Festa Junina?

Dia de Santo Antônio

O Dia de Santo Antônio é celebrado em 13 de junho. Santo Antônio é um santo católico muito conhecido por ser casamenteiro. É bastante comum que simpatias a ele sejam realizadas por aqueles que buscam um amor e querem se casar. Santo Antônio também ficou conhecido por ajudar os pobres, distribuindo alimentos a quem precisava.

Dia de São João

O Dia de São João é celebrado em 24 de junho. São João é o santo católico reconhecido como quem anunciou o nascimento de Jesus e também por tê-lo batizado. É um dos profetas mais populares da Bíblia, e conhecido por ser parente de Jesus. Foi decapitado em 27 d.C. por ordem de Herodes Antipas.

Dia de São Pedro e de São Paulo

O Dia de São Pedro e de São Paulo é celebrado em 29 de junho. São Pedro e São Paulo são dois santos católicos fundamentais na consolidação do cristianismo e da Igreja Católica. Eles são celebrados no dia 29 de junho, pois, supostamente, esse teria sido o dia em que os dois foram martirizados. Foram importantes pregadores do cristianismo no século I, e São Pedro, além de discípulo de Jesus, foi o primeiro papa da Igreja Católica.

Acesse também: Corpus Christi — outra importante celebração ligada ao catolicismo

Festa Junina no Brasil

A Festa Junina foi trazida ao Brasil pelos portugueses durante o período da colonização, por volta do século XVI. A festa já era uma celebração tradicional na Península Ibérica e celebrada também no mês de junho. Inicialmente era mais conhecida como Festa Joanina, por conta do Dia de São João, mas depois se transformou em Festa Junina por conta do mês.

A festa foi introduzida no Brasil com um grande significado religioso, que ainda existe, entretanto, muitas pessoas celebram-na de maneira secularizada, entendendo-a como uma festividade popular. A Festa Junina tem muitas similaridades nas diferentes partes do país, mas a grande diversidade cultural faz com que ela sofra com muitas variações regionais.

Vejamos a forma como a Festa Junina é celebrada nas diferentes regiões do país:

  • Nordeste: realiza as maiores edições de Festa Junina no Brasil, celebradas com muito forró e ritmos derivados.

  • Sudeste: as quadrilhas são tradicionais nessa região, assim como a música sertaneja. Alimentos de milho são muito consumidos nas edições da região.

  • Norte: a Festa Junina é fortemente influenciada pela cultura local, com comidas típicas do Norte e manifestações culturais como o bumba meu boi.

  • Centro-Oeste: as edições dessa região são fortemente influenciadas pelo sertanejo e têm como hábito o consumo de alimentos à base de milho, como a pamonha.

  • Sul: o consumo de pinhão e quentão é bastante tradicional, assim como o de alimentos com amendoim. Ritmos tradicionais do Sul também são fortes na Festa Junina da região.

Festa Junina no mundo

A Festa Junina também é celebrada fora do Brasil, embora as celebrações em outros países assumam outras características. Em geral, as edições fora do Brasil também têm relação com os santos católicos homenageados em junho. Alguns países que têm Festas Juninas são:

  • Portugal;
  • França;
  • Polônia.

Qual é a história da Festa Junina?

A Festa Junina se consolidou no mês de junho como uma estratégia da Igreja de fortalecer celebrações cristãs no período. Isso porque era tradicional, nas culturas pagãs da Europa, a celebração do solstício de verão, marcado por uma série de rituais e festividades que procuravam garantir a fertilidade das plantações e expulsar espíritos ruins.

A Igreja decidiu cristianizar as celebrações desse período, associando junho com Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo. As festas a esses santos se popularizaram e se transformaram em prática religiosa importante do período.

Algumas curiosidades sobre a Festa Junina

  • Algumas pessoas acreditam que Santo Antônio se transformou no santo casamenteiro porque ele não concordava com casamentos arranjados.
  • A fogueira é associada a São João, mas acredita-se que ela tenha origens pagãs.

Crédito da imagem

[1]Quadrilha Chamego Bom / IFCE Maracanaú Eventos / Wikimedia Commons (reprodução)

Fontes

CHIANCA, Luciana. Devoção e diversão: expressões contemporâneas de festas e santos católicos. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaanthropologicas/article/download/23701/19357.

REDAÇÃO. Qual a origem das festas juninas no Brasil? Disponível em: https://www.nationalgeographicbrasil.com/historia/2023/06/qual-a-origem-das-festas-juninas-no-brasil.

Por Daniel Neves Silva

Você pode se interessar também

Datas Comemorativas

22 de agosto - Dia do Folclore

Datas Comemorativas

Brincadeiras juninas

Datas Comemorativas

Carnaval

Datas Comemorativas

Comidas de Festa Junina

Últimos artigos

Folclore brasileiro

O folclore brasileiro é o rico conjunto de manifestações de nossa cultura. Mitos, lendas, danças, músicas, brincadeiras e festas populares fazem parte dele.

El Niño

O El Niño é um fenômeno descrito pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, provocando chuvas volumosas no Sul do Brasil e secas severas no Norte e no Nordeste.

Bicho-papão

Bicho-papão é uma lenda presente no folclore brasileiro que fala de um monstro que sequestra e devora crianças desobedientes. Foi influência portuguesa em nossa cultura.

Queda da Bastilha

A queda da Bastilha foi um acontecimento marcante que se passou em 14 de julho de 1789, marcando o início da Revolução Francesa.