Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Vida e descobertas de Lavoisier

Conheça os trabalhos e descobertas de Lavoisier, como era a sua vida pessoal, incluindo seu casamento, e o que o levou à morte em uma guilhotina.

Ilustração de Antoine Laurent de Lavoisier (1743-1794) Ilustração de Antoine Laurent de Lavoisier (1743-1794)

Antoine Laurent de Lavoisier nasceu em 26 de agosto de 1743, em Paris. Seu pai era um rico advogado e sua mãe morreu logo cedo em sua vida. Seu pai e sua tia mandaram-no para o Colégio Mazzarino para estudar Direito. Porém, ele teve um interesse maior pela área das Ciências.

Aos 22 anos já mostrou a sua grande engenhosidade ao fazer um projeto de iluminação para as ruas de Paris, pelo qual ganhou uma medalha de ouro da Academia de Ciências. Aos 25 anos, foi eleito membro da prestigiosa Academia Real de Ciências da França.

Nessa mesma idade comprou ações da Ferme Générale, associando-se a essa instituição privada que cobrava impostos do povo em nome da coroa francesa. Seu objetivo era bancar os custos de seus experimentos e pesquisas.

Com 26 anos, ele conheceu Marie Anne Pierrette Paulze (1758-1836), que era filha de um dos sócios majoritários da Ferme Générale. Lavoisier e Marie Anne casaram-se quando ela tinha apenas 13 anos de idade, e ele, 29 anos. Mas esse casamento transformou-se em uma grande união entre ambos, pois Marie Anne auxiliava Lavoisier em suas pesquisas, sendo sua parceira e assistente.

Ela ajudava-o montando as aparelhagens de seus experimentos, bem como traduzindo trabalhos científicos e filosóficos.

Lavoisier e sua esposa e assistente, Marie Anne
Lavoisier e sua esposa e assistente, Marie Anne

Lavoisier foi um dos grandes cientistas da História, sendo considerado por muitos como o pai da Química Moderna. Ele fazia observações detalhadas e, ao contrário da maioria, planejava cuidadosamente seus experimentos, medindo a massa dos materiais antes e depois das transformações químicas.


Ilustração de laboratório de Lavoisier onde ele fazia suas experiências com a ajuda de sua mulher (que está sentada à direita, fazendo anotações)

Dentre as suas principais descobertas, podemos destacar:

* Descoberta do oxigênio e da relação entre a respiração e a reação de combustão: Em 1774, Priestley havia descoberto um novo gás, que Lavoisier passou a estudar e a fazer experiências. Com os dados obtidos, ele demonstrou que aquele novo gás era necessário para que ocorresse a combustão, ou seja, sem a sua presença, não havia a queima.

Lavoisier chamou esse gás de oxigênio, palavra que vem do grego oxy, que significa “ácido”, e gen, “gerador ou produtor”. Ele deu esse nome porque seus experimentos levaram-no a concluir que esse novo gás estava presente em todos os ácidos, o que depois se comprovou como uma conclusão errada, mas, mesmo assim, o nome permaneceu.

Para você ver como essa descoberta de Lavoisier é verdade, acenda uma vela e, depois, tampe-a com um frasco de vidro. Com o tempo, verá que a vela apagar-se-á porque todo o oxigênio dentro do frasco será consumido na queima da vela e acabará.

Experimento com vela para confirmar a descoberta de Lavoisier
Experimento com vela para confirmar a descoberta de Lavoisier

* Composição do ar: Lavoisier mostrou que esse mesmo gás (oxigênio) era parte do ar atmosférico e era o gás que respiramos. Ele também mostrou que o ar atmosférico era uma mistura do oxigênio com outro gás que não participava da reação de combustão. Hoje sabemos que esse outro gás é o nitrogênio.

Essas descobertas de Lavoisier representaram uma revolução para as ideias da época sobre transformações químicas e desbancaram a teoria do flogístico, que era uma teoria que dizia que toda substância inflamável (que queima) continha o flogístico — um fluido misterioso perdido no momento da combustão.

* Lei de conservação da massa ou Lei de Lavoisier: Lavoisier mostrou que, nas reações de combustão, as massas de todas as substâncias envolvidas permaneciam inalteradas, isto é, a massa que ele havia pesado no início, antes da reação, era a mesma do final da reação, desde que a reação fosse feita em um recipiente fechado. Com isso, ele chegou à famosa Lei de Conservação das Massas, que diz que, em uma reação química, a massa dos reagentes é igual à massa dos produtos.

Hoje essa lei é mais conhecida pelo seguinte enunciado:

"Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."

* Composição da água: Lavoisier mostrou, em 1783, que a água era resultado da combinação de duas partes de hidrogênio e uma de oxigênio (H2O);

* Metabolismo dos animais: Antoine Lavoisier mostrou que o metabolismo dos animais era uma combustão interna, em que o carbono e o hidrogênio que eram obtidos nos alimentos reagiam com o oxigênio e produziam gás carbônico e água.

* Nomenclatura moderna para elementos: Em 1789, Lavoisier lançou a obra intitulada Tratado Elementar de Química, na qual forneceu uma nomenclatura moderna para 33 elementos, que, segundo o conceito correto de hoje, são, na verdade, substâncias. Isso foi importante porque antes a alquimia usava uma linguagem obscura para referir-se aos elementos.

Infelizmente, Lavoisier teve um fim trágico. Nesse mesmo ano de 1789 ocorreu a Revolução Francesa, que derrubou a ordem polítia existente. O povo rebelou-se contra os excessos da coroa, e os membros da Ferme Générale foram considerados inimigos, entre eles, Lavoisier.

Ele foi preso em novembro de 1793 e, em 8 de maio de 1794, foi guilhotinado em plena Place de la Révolution em Paris, atual Place de la Concorde.


Obelisco egípcio no local da guilhotina revolucionária no centro da Place de la Concorde em 09 junho de 2014, em Paris, França *

* Imagem com crédito editorial: Veniamin KraskovShutterstock.com


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Você pode se interessar também

Ciências

Ar

Ciências

Respiração dos animais

Ciências

Tabela Periódica

Ciências

Transformações químicas

Últimos artigos

Cavalo

Cavalo é uma espécie de herbívoro não ruminante muito utilizada pelo homem. Sua domesticação foi muito importante para a nossa história.

Tucanos

Tucanos são animais que possuem bicos multicoloridos e bastante chamativos. Eles fazem parte da ordem Piciformes e família Ramphastidae.

Revolta da Armada

Revolta da Armada foi um levante armado organizado por membros da Marinha, em 1893. Esse movimento se deu pela forte oposição da Marinha a Floriano Peixoto.

Símbolos nacionais

Símbolos nacionais são quatro símbolos que, por determinação da nossa lei, representam a nação brasileira.