Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Urso-polar

Saiba mais sobre o urso-polar, um animal adaptado ao clima frio da região do Ártico.

Os ursos-polares (Ursos maritimus) são animais mamíferos encontrados na região do Ártico, um local muito frio e com bastante gelo. É o maior de todos os ursos existentes no mundo, apresentando mais de dois metros de comprimento e pesando até 720 kg. Na natureza, esses animais vivem em média 30 anos.

Os ursos-polares são conhecidos por seus pelos brancos, que permitem uma fácil camuflagem nesse ambiente rico em neve. Entretanto, o que poucas pessoas sabem é que esses ursos, na realidade, possuem pele negra. Esses animais apresentam ainda uma grande quantidade de gordura em seu corpo, o que faz com fiquem protegidos do frio. Sem essa proteção seria impossível sobreviver nesse local e nadar nas águas geladas da região.

Esses belos animais são ótimos nadadores e comumente são avistados em mar aberto. Normalmente nadam em busca de alimento e de outros locais para descansar. Em média, um urso-polar atinge 10 km/h.

Carnívoros ferozes, os ursos-polares alimentam-se principalmente de focas. Para capturar esses animais, o urso cava buracos no gelo e espera que a presa suba para pegar um pouco de ar. Eles também podem alimentar-se de animais mortos, tais como as baleias. No período de verão, quando o gelo derrete, os ursos ficam um grande período de tempo sem se alimentar, sobrevivendo graças às suas reservas. Os ursos-polares não apresentam predadores naturais, sendo, portanto, os grandes reis do Ártico.

As fêmeas cuidam dos seus filhotes por um pouco mais de dois anos
As fêmeas cuidam dos seus filhotes por um pouco mais de dois anos

Os ursos-polares não ficam em locais fixos por toda a sua vida e são vistos frequentemente vagando pelo Ártico. São animais solitários que só ficam juntos na época do acasalamento. Nesse momento reprodutivo, é comum observar machos competindo pela fêmea.

A época reprodutiva dos ursos-polares ocorre entre março e maio, já o nascimento dos filhotes normalmente ocorre entre novembro e janeiro. O nascimento acontece dentro de tocas de neve, e as fêmeas usualmente dão à luz gêmeos que ficam com ela por pouco mais de dois anos. Elas cuidam sozinhas de seus filhotes, sendo os machos considerados uma grande ameaça aos jovens.

Os ursos-polares são extremamente dependentes do gelo para sobreviver, sendo assim, mudanças na temperatura média do planeta podem causar sérios danos à população. Se o aumento da temperatura continuar e, consequentemente, a quantidade de gelo diminuir, muito provavelmente essa espécie deixará de existir em cerca de 100 anos. Atualmente esse animal está classificado como vulnerável na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN).


Por Ma. Vanessa dos Santos

Os ursos-polares vivem em regiões extremamente geladas Os ursos-polares vivem em regiões extremamente geladas
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Urso panda

Geografia

Polo Norte e Polo Sul

Ciências

O que é hibernação?

Ciências

Mamíferos

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.