Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Seis fatos que você precisa saber sobre a pílula do câncer

Tenha acesso a informações importantes sobre a pílula do câncer, que, segundo o seu criador, pode curar vários tipos de câncer!

Cápsulas de fosfoetanolamina, a pílula do câncer Cápsulas de fosfoetanolamina, a pílula do câncer

O câncer é uma doença que provoca a morte de um grande número de pessoas todos os anos. Por essa razão, é natural que as pessoas doentes busquem todas as formas possíveis para tentar curar-se. Uma das alternativas seria a chamada pílula do câncer (fosfoetanolamina).

1. O que é a pílula do câncer?

A pílula do câncer, segundo seu criador, apresenta como princípio ativo (substância que age contra uma doença) a fosfoetanolamina.

2. Química da fosfoetanolamina

A fosfoetanolamina é uma substância orgânica cuja estrutura é:


Fórmula estrutural da fosfoetanolamina

Ela apresenta na sua composição átomos de carbono e hidrogênio. Além desses elementos químicos, outros também fazem parte da sua composição, como:

  • Oxigênio (O)

  • Nitrogênio (N)

  • Hidrogênio (H)

  • Fósforo (P)

3. Onde a fosfoetanolamina foi desenvolvida?

A pílula foi desenvolvida na Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos pelo grupo do químico pesquisador Gilberto Orivaldo Chierice. A pesquisa vem sendo desenvolvida há mais de 20 anos.

4. Ela realmente funciona?

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não reconhece os seus efeitos, independentemente se um ou outro paciente teve sucesso durante os mais de 20 anos que a substância foi distribuída para pacientes com câncer.

Para avaliação da relação risco e benefício em relação à fosfoetanolamina, são necessários muitos estudos e testes em seres humanos. Só podemos afirmar que a pílula do câncer realmente funciona se os seus benefícios superarem sua capacidade tóxica (malefícios).

5. Como ela é produzida?

A fosfoetanolamina, principal componente da pílula do câncer, é produzida a partir da reação química entre duas substâncias:

  • Etanolamina


Fórmula estrutural da Etanolamina

  • Ácido fosfórico


Fórmula estrutural do Ácido fosfórico

Quando essas duas substâncias reagem, uma molécula de água é formada, como podemos observar na equação que representa o processo:


Equação que representa a formação da fosfoetanolamina

Como podemos observar, a molécula de água é formada pela união do grupo OH (círculo azul) da etanolamina e de um hidrogênio (círculo vermelho) presente no ácido. Logo em seguida, o carbono (seta azul) que perde o grupo OH une-se ao oxigênio (seta vermelha) que perdeu o hidrogênio, formando a fosfoetanolamina.

6. Ela pode ser consumida por todos?

O uso dessa substância ainda é muito controverso. Para que um medicamento seja aprovado e liberado para uso em seres humanos, são necessárias diversas pesquisas e testes.

Com a fosfoetanolamina, os testes e pesquisas feitos até agora não são conclusivos. Além disso, o câncer é uma doença que apresenta diferentes comportamentos no organismo humano. Por isso, muitos pesquisadores não acreditam na eficácia de um único medicamento para todos os tipos de câncer.

Por Me. Diogo Lopes Dias

Por Diogo Lopes Dias

Você pode se interessar também

Ciências

Bebidas alcoólicas

Ciências

Carnes processadas e o risco de câncer

Ciências

Câncer

Ciências

Drogas

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.