Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Parasitismo

Entenda o que é parasitismo e por que um indivíduo sempre é prejudicado nessa relação.

O carrapato é o parasita de alguns animais, como o cachorro O carrapato é o parasita de alguns animais, como o cachorro

Geralmente quando falamos em doenças, referimo-nos a alguns organismos como parasitas. Mas você sabe o que significa o termo parasita? Vamos aprender a seguir.

Todos os organismos que vivem em um ecossistema relacionam-se entre si. Algumas relações trazem benefícios para todos, outras só beneficiam um dos seres envolvidos. Algumas interações ocorrem entre organismos da mesma espécie e outras entre organismos de espécies diferentes.

O parasitismo é uma dessas relações que não causam benefícios a todos e ocorre entre organismos de espécies diferentes. É uma associação de dois indivíduos, em que um retira seu alimento do corpo do outro. Chamamos de parasita o organismo que retira seu alimento do outro indivíduo e de hospedeiro o indivíduo que está sendo parasitado.

É importante destacar que os parasitas e os hospedeiros encontram-se bastante adaptados uns aos outros. Isso ocorre porque o parasita precisa retirar seus nutrientes, sendo assim, ele deve agir de modo que não leve o hospedeiro à morte. Se o hospedeiro morrer cedo, em pouco tempo o parasita não terá alimento.

Um parasita pode viver tanto fora como dentro de um organismo. Quando ficam na superfície externa do hospedeiro, são chamados de ectoparasitas; mas quando estão em seu interior, recebem o nome de endoparasitas.

Carrapatos, pulgas e piolhos são exemplos de ectoparasitas. Eles vivem na superfície do corpo dos animais e usam o sangue do hospedeiro como alimento. Piolhos, pulgas e carrapatos podem causar muita coceira, além de levarem a lesões em consequência do ato de coçar.

Lombrigas e tênias são exemplos de endoparasitas, que causam, respectivamente, a ascaridíase e a teníase. A ascaridíase pode ser evitada lavando-se bem os alimentos antes de consumi-los, filtrando ou fervendo a água e lavando as mãos. Já a teníase pode ser prevenida pelo não consumo de carne suína ou bovina malpassada.


Existem espécies de plantas que são parasitas, como a Cuscuta europaea, um tipo de cipó

Apesar do que muitos pensam, não existem apenas parasitas animais. Vírus, fungos, bactérias, protozoários e plantas também podem parasitar organismos.

O cipó-chumbo é um exemplo de planta que parasita planta. Essa espécie não apresenta folhas e clorofila, não sendo capaz, assim, de realizar fotossíntese. Ela então penetra suas raízes especializadas na planta hospedeira e retira dela a seiva orgânica.

Também existem animais que são parasitas de plantas. Esse é o caso dos pulgões, que vivem em vegetais retirando deles a seiva.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Amensalismo

Ciências

Ascaridíase

Ciências

Canibalismo

Ciências

Colônias

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.