Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Antibióticos

Antibióticos são produtos usados para combater micro-organismos causadores de doenças e são conhecidos por suas ações sobre bactérias. Devem ser administrados rigorosamente.

Antibióticos são produtos naturais ou sintéticos que atuam matando ou então impedindo o desenvolvimento de micro-organismos patogênicos. Geralmente, o termo é usado para referir-se, de maneira mais restrita, a medicamentos capazes de atuar sobre bactérias. Atualmente, vários antibióticos estão disponíveis no mercado, sendo um dos mais conhecidos a chamada penicilina, que é considerada o primeiro antibiótico produzido em escala industrial.

Leia também: Doenças causadas por bactérias

Tipos

Os antibióticos são substâncias utilizadas para inibir o desenvolvimento de agentes patogênicos, podendo ser ativos contra bactérias e contra fungos. Os antibióticos ativos sobre bactérias (antibacterianos) podem ser classificados em dois grupos utilizando-se como critério a sua forma de ação:

  • Bactericidas: são aqueles que possuem uma ação que causa a morte da bactéria.

  • Bacteriostáticos: são responsáveis por impedirem o crescimento de microbiano.

Como agem

Os antibióticos atuam de diferentes formas nos micro-organismos patogênicos. Considerando os antibióticos que agem em bactérias, temos aqueles que destroem as bactérias e aqueles que evitam a sua multiplicação.

Os mecanismos de ação são variados, podendo ser citados: a inibição da síntese de RNA; a inibição da síntese de proteína; o bloqueio da replicação do DNA; a interferência na permeabilidade da membrana bacteriana, entre outros. No caso da penicilina, por exemplo, seu mecanismo de ação é bloquear o sítio ativo de uma determina enzima utilizada por bactérias na produção de suas paredes celulares.

Resistência bacteriana

A máadministração de antibióticos, que contribui com a origem da resistência bacteriana, é, atualmente, um problema grave de saúde que tem sido responsável por uma série de mortes, anualmente. Essa resistência faz com que os antibióticos utilizados anteriormente, para tratar uma infecção causada por algum agente, tornem-se ineficientes.

As bactérias que, antes, eram suscetíveis àquele medicamento, não respondem mais da mesma forma, e, consequentemente, novos medicamentos devem ser usados para destruir aquele agente, os quais podem não estar disponíveis ainda, seja no mercado, seja nos hospitais.

As superbactérias podem ser selecionadas devido ao mau uso de antibacterianos.
As superbactérias podem ser selecionadas devido ao mau uso de antibacterianos.

A resistência bacteriana pode ser uma característica já presente em certas espécies de bactérias ou adquirida como resultado de mutações durante o processo de multiplicação, devido a agentes mutagênicos, ou ainda pela aquisição de material genético encontrado em outro organismo e transferido por mecanismos de transferência gênica.

Administração

Atualmente, o número de bactérias resistentes tem aumentado, principalmente, como consequência do má administração de antibióticos.

Doses incorretas e tempo inadequado de tratamento são formas de selecionar bactérias resistentes. Isso acontece porque, quando se inicia o uso de antibiótico, as primeiras doses irão eliminar bactérias mais frágeis. Com o tempo, as bactérias resistentes vão sendo também eliminadas. Caso o tratamento seja interrompido antes do recomendado, as bactérias resistentes sobrevivem e passam suas características aos seus descendentes, dificultando o tratamento.

Sendo assim, pode-se evitar o aumento de bactérias resistentes adotando algumas medidas simples, como:

  • Nunca utilizar antibióticos sem recomendação do médico ou dentista.

  • Utilizar o medicamento pelo tempo determinado.

  • Sempre obedecer a doses e horários estabelecidos pelo médico ou dentista.

- Antibióticos e álcool

Muitos medicamentos apresentam interações com o álcool, sendo necessário observar as recomendações apresentadas na bula do medicamento. O uso de alguns antibióticos, em associação com o álcool, pode desencadear, por exemplo, palpitação, dor no peito, dor de cabeça, náusea, vômitos e dificuldade respiratória. Outros antibióticos podem ainda ter seu efeito reduzido pelo uso de bebidas alcoólicas devido a uma maior excreção do medicamento. Assim sendo, o uso de bebidas alcoólicas, juntamente com antibióticos, não é recomendado.

Para fazer o uso de antibióticos, é fundamental seguir as recomendações médicas e aquelas presentes nas bulas.
Para fazer o uso de antibióticos, é fundamental seguir as recomendações médicas e aquelas presentes nas bulas.

Vale destacar, ainda, que outras recomendações são importantes quando o assunto é antibióticos, como observar se esse tipo de medicamento deve ser ou não tomado com o estômago vazio e verificar a sua interação com outras substâncias. Todas as informações sobre o uso de antibióticos podem ser conseguidas com o médico ou dentista e lendo as orientações presentes na bula.

História

A penicilina foi descoberta por Alexander Fleming, em 1928, e descrita como agente com poder antibiótico, um ano depois. Sua utilização para esse fim, no entanto, só começou depois de 1940, principalmente em consequência da Segunda Guerra Mundial, quando muitos necessitavam de tratamento após infecções em seus ferimentos.

Fleming descobriu a penicilina por acaso, e sua descoberta, sem dúvidas, mudou o rumo da medicina reduzindo, em grande quantidade, as mortes por infecções bacterianas. O pesquisador descobriu o antibiótico ao verificar que algumas de suas culturas de bactéria, após alguns dias sem os cuidados necessários, estavam contaminadas por um tipo de fungo que apresentava uma certa capacidade de impedir o crescimento bacteriano. Fleming percebeu que o fungo, que foi identificado como do gênero Penicillium, era capaz de produzir uma substância que destruía bactérias. Era descoberta, nesse momento, a penicilina, um antibiótico capaz de matar vários tipos de bactérias.

A penicilina é produzida por um fungo.
A penicilina é produzida por um fungo.

O primeiro paciente humano a ser tratado com penicilina foi um policial que apresentava uma grave infecção no sangue, em 1940. A partir daí, várias pessoas são tratadas, até os dias atuais, com a famosa substância.

Não deixe de ler: Descoberta da penicilina

Os antibióticos são produtos sintéticos ou naturais que ajudam a combater micro-organismos. Os antibióticos são produtos sintéticos ou naturais que ajudam a combater micro-organismos.
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Descoberta da penicilina

Ciências

Doenças causadas por bactérias

Ciências

Infecção

Ciências

Fungos

Últimos artigos

Lobisomem

O lobisomem é um homem amaldiçoado com a condição de se transformar em um ser violento, que é metade homem e metade lobo, todas as noites de lua cheia.

Sarampo

O sarampo é uma virose que pode desencadear complicações e até mesmo a morte. Causa febre, manchas no corpo e mal-estar.

Bicho-preguiça

Bicho-preguiça, também conhecido apenas por preguiça, é um animal vertebrado, mamífero, pertence à superordem Xenarthra, e habita desde a América Central até a América do Sul.

USMCA

A nova atualização do acordo trilateral entre Estados Unidos, México e Canadá foi chamada de USMCA. Esse acordo representa uma modernização da zona de livre comércio.