Urticária

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Urticária A urticária caracteriza-se pelo surgimento de lesões avermelhadas na pele
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

A urticária é uma doença de pele, portanto, é um exemplo de dermatose. É um problema relativamente comum que afeta mais de 2 milhões de pessoas no Brasil a cada ano. Estima-se que 15% a 20% da população tenha ao menos um episódio da doença durante a vida. A seguir, falaremos a respeito desse importante problema que se caracteriza por lesões avermelhadas que causam coceira.

O que é a urticária?

Como dito anteriormente, a urticária nada mais é que uma irritação na pele caracterizada por lesões avermelhadas e inchadas, que podem estar isoladas ou agrupadas. Essas lesões geralmente causam coceira no paciente, provocando, assim, uma redução da qualidade de vida. Geralmente, a pele retorna ao seu aspecto normal em uma média de 24 horas.

Quais os tipos de urticária?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, podemos classificar a urticária utilizando dois critérios: o tempo de duração e a causa. Com relação ao tempo de duração, temos:

  • Urticária aguda: A urticária adulta desaparece em menos de seis semanas;

  • Urticária crônica: A urticária crônica apresenta sinais e sintomas que persistem por mais de seis semanas.

De acordo com a causa, temos:

  • Urticária induzida: Essa urticária apresenta um fator causador identificado, como o calor, alimentos ou drogas;

  • Urticária espontânea: Essa urticária não apresenta causa conhecida.

Quais os principais sinais e sintomas da urticária?

Entre os sinais e sintomas da urticária, podemos citar:

  • Coceira, sensação de ardor ou queimação (sintoma mais comum);

  • Em casos mais graves, podemos citar inchaço rápido intenso e localizado nas pálpebras, boca e garganta (angioedema);

  • Dificuldade para respirar;

  • Náuseas e vômitos.

Qual é o tratamento para urticária?

O tratamento da urticária vai variar de paciente para paciente, entretanto, normalmente são usados medicamentos anti-histamínicos. Esse medicamento, como o nome sugere, inibe a ação da histamina, uma substância liberada por células especializadas durante uma resposta inflamatória ou alergia. Além desses medicamentos, a urticária é tratada retirando-se a possível causa da reação alérgica do convívio com o paciente. Recomenda-se também uma dieta alimentar saudável.

Atenção: O tratamento da urticária deve ser feito sempre por um médico dermatologista. Não se automedique, pois isso pode afetar o diagnóstico e prejudicar o tratamento.

Avaliação

-

    Escola Kids