Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Urticária

Entenda o que é a urticária, uma doença de pele bastante comum e que afeta mais de 2 milhões de pessoas no Brasil a cada ano. Conheça também os principais sintomas e sinais dessa doença, a diferença entre urticária aguda, crônica, induzida e espontânea e ainda saiba qual é o tratamento mais adotado nesses casos.

A urticária é uma doença de pele, portanto, é um exemplo de dermatose. É um problema relativamente comum que afeta mais de 2 milhões de pessoas no Brasil a cada ano. Estima-se que 15% a 20% da população tenha ao menos um episódio da doença durante a vida. A seguir, falaremos a respeito desse importante problema que se caracteriza por lesões avermelhadas que causam coceira.

O que é a urticária?

Como dito anteriormente, a urticária nada mais é que uma irritação na pele caracterizada por lesões avermelhadas e inchadas, que podem estar isoladas ou agrupadas. Essas lesões geralmente causam coceira no paciente, provocando, assim, uma redução da qualidade de vida. Geralmente, a pele retorna ao seu aspecto normal em uma média de 24 horas.

Quais os tipos de urticária?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, podemos classificar a urticária utilizando dois critérios: o tempo de duração e a causa. Com relação ao tempo de duração, temos:

  • Urticária aguda: A urticária adulta desaparece em menos de seis semanas;

  • Urticária crônica: A urticária crônica apresenta sinais e sintomas que persistem por mais de seis semanas.

De acordo com a causa, temos:

  • Urticária induzida: Essa urticária apresenta um fator causador identificado, como o calor, alimentos ou drogas;

  • Urticária espontânea: Essa urticária não apresenta causa conhecida.

Quais os principais sinais e sintomas da urticária?

Entre os sinais e sintomas da urticária, podemos citar:

  • Coceira, sensação de ardor ou queimação (sintoma mais comum);

  • Em casos mais graves, podemos citar inchaço rápido intenso e localizado nas pálpebras, boca e garganta (angioedema);

  • Dificuldade para respirar;

  • Náuseas e vômitos.

Qual é o tratamento para urticária?

O tratamento da urticária vai variar de paciente para paciente, entretanto, normalmente são usados medicamentos anti-histamínicos. Esse medicamento, como o nome sugere, inibe a ação da histamina, uma substância liberada por células especializadas durante uma resposta inflamatória ou alergia. Além desses medicamentos, a urticária é tratada retirando-se a possível causa da reação alérgica do convívio com o paciente. Recomenda-se também uma dieta alimentar saudável.

Atenção: O tratamento da urticária deve ser feito sempre por um médico dermatologista. Não se automedique, pois isso pode afetar o diagnóstico e prejudicar o tratamento.

A urticária caracteriza-se pelo surgimento de lesões avermelhadas na pele A urticária caracteriza-se pelo surgimento de lesões avermelhadas na pele
Por Vanessa Sardinha dos Santos

Você pode se interessar também

Ciências

Pele

Ciências

Alergias

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.