Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Verbos anômalos

Você sabe o que são os verbos anômalos? Clique e saiba mais sobre esse interessante tipo de verbo!

O verbo é uma das classes gramaticais mais interessantes e também uma das mais difíceis! Apesar de sua complexidade, os verbos podem ser mais facilmente estudados por meio de suas classificações: verbos regulares, irregulares, defectivos, abundantes e anômalos. Hoje vamos falar um pouquinho mais sobre os verbos anômalos, uma interessante ocorrência da língua portuguesa.

Sabemos que os verbos regulares são assim chamados por encaixarem-se em modelos fixos de conjugação verbal, isto é, não sofrem alterações nos radicais e nas terminações quando conjugados. Já os verbos irregulares recebem esse nome porque apresentam alterações nos radicais e nas terminações quando conjugados. Entre os verbos irregulares, estão os verbos anômalos, que apresentam na sua conjugação radicais primários diferentes. Ficou confuso? Vamos explicar essa história direitinho para você.

Esse tipo de verbo não possui apenas um radical quando é conjugado. Os verbos ir e ser são exemplos de verbos anômalos. Observe:

Eu fui

Tu foste

Nós fomos

Ele/ela era

Ele/ela foi

Eu sou

Tu és

Ele/ela é

Nós seremos

Que ele seja

Nós íamos

Você deve ter notado que os radicais nas conjugações acima sofreram grandes alterações se compararmos com as conjugações dos verbos ditos “normais”, não é mesmo? Não existe uma regra que determine essas alterações, e é por isso que eles são chamados de anômalos. Veja só o significado da palavra “anômalo” de acordo com o dicionário:

Anômalo: do latim anomalus, -a, -um, do grego anômalos, -on, que não é feito de acordo com a legalidade, desigual, inconstante, caprichoso.


Os verbos anômalos fogem completamente dos padrões de conjugação verbal!

Outra curiosidade: O verbo ser é formado pela junção de outros dois: esse (que significa ser) e sedere (que significa ficar, permanecer, estar). O verbo ir é formado pela junção de três verbos latinos: ire (que significa ir), vadere (que significa caminhar, andar) e fugere (que significa retirar-se, fugir). Por isso, por serem o resultado da junção de outros verbos, os verbos ser e ir apresentam mais de um radical quando são conjugados.

Viu só? Estudar os verbos pode ser muito interessante!


Por Luana Castro
Graduada em Letras

Os verbos anômalos sofrem grandes alterações nas terminações e nos radicais quando são conjugados. Os verbos ir e ser são exemplos de verbos anômalos Os verbos anômalos sofrem grandes alterações nas terminações e nos radicais quando são conjugados. Os verbos ir e ser são exemplos de verbos anômalos
Por Luana Castro Alves Perez

Você pode se interessar também

Português

Conjugação de alguns verbos irregulares

Português

Verbos abundantes

Português

Verbos defectivos

Últimos artigos

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.