Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Os radicais gregos mais utilizados em português

Você sabia que muitos radicais da língua portuguesa têm origem grega? Clique e descubra alguns deles!

A língua grega tem influência na formação de palavras em português A língua grega tem influência na formação de palavras em português

As palavras, assim como as casas, são constituídas de partes. Nas casas temos os tijolos, nas palavras, os morfemas. Cada morfema tem sua função e significado dentro do estudo de formação das palavras. Por que isso é importante? Para escrevermos corretamente e, também, para conhecermos melhor nossa língua materna.

Um dos morfemas que recebem maior destaque no estudo da estrutura das palavras é o radical. Ele é a parte da palavra que abriga a essência significativa comum de várias outras palavras. Vejam só:

TEMPO
TEMPORAL
PASSATEMPO

Perceberam como o radical diz muito do significado das palavras? Perceberam como brincamos com a língua o tempo todo, formando novas palavras, mas nada disso acontece sem que o radical esteja ali? E vocês sabiam que os radicais vem, muitas vezes, de outra língua? E que é grande o número de radicais gregos que encontramos no vocabulário do português?

Muitos desses radicais de origem grega vieram do latim. Sabem por quê? Antigamente, o latim era a língua predominante nas obras de ciências e de filosofia e ali o que não faltavam eram os empréstimos das palavras gregas.
Preparamos uma boa lista desses radicais para vocês. Olhem só:


- ángel-os, aggel-os (enviado, mensageiro): anjo, evangelho
- âthlon (disputa): atleta
- alpha (a= primeira letra do alfabeto): alfabeto
- agr-ós (campo): agronomia
- atmós (vapor): atmosfera
- aér, aér-os (ar, vapor): aeronauta, aéreo

- bí-os (vida): biografia
- clorós, klorós (verde): clorofila
- cron-os, chrón-os (tempo): crônico, cronologia
- crípto, krípto (escondo): criptografia

- dóx-a (opinião): ortodoxo, paradoxo
- dêm-os (povo): democracia
- édr-a (base): poliedro, pentaedro
- estoma, stóma (boca): estômago, estomatite
- étimos, étymos (verdadeiro): etimologia

- gén-os (gênero, espécie): heterogêneo, homogêneo
- giminós, gyminós (nu): ginástica
- glôss-a, glôtt-a (língua): glossário, epiglote

- hélios (sol): helioscópio, heliotrópio
- héx (seis): hexágono
- ídios (próprio, particular): idioma, idiotismo
- ísos (igual): isotérmico

- lítos, líthos (pedra): monólito, litografia
- lóg-os (discurso, trtado, ciência): diálogo, arqueologia, epílogo
- mónos (só): monólogo
- mélos (música, canto): melodia, melodrama
- necros, nékros (morto, cadáver): necópole, necrologia

- né-os (novo): neologismo, neófito
- ócto (oito): octossílabo
- odus, odóntos (dente): odontologia
- pente (cinco): pentágono
- polis, pólys (muitos): poligamia, polígono

- semion, semeîon (sinal): semiologia, semântica
- telê (longe): telégrafo, telefone, telescópio
- te-os, the-ós (deus): teologia, teocracia, politéismo
- térmos, thermós (calor): termomêtro
- zôi-on (animal, ser vivo): zoologia


Por Mariana Pacheco
Graduada em Letras

Por Mariana do Carmo Pacheco

Você pode se interessar também

Português

Composição

Português

Estrutura e formação das palavras

Português

Processo de formação das palavras

Português

Vogal temática

Últimos artigos

Brincadeiras juninas

As brincadeiras juninas são uma das partes mais divertidas da Festa Junina. A seguir, você verá dicas de 15 dessas brincadeiras!

Sedentarização

A sedentarização foi o processo por meio do qual os humanos abandonaram o nomadismo, fixando-se em uma localidade.

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.