Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Objeto direto e Objeto indireto pleonástico

Por que o objeto direto e o objeto indireto se caracteriza como pleonástico? Ainda não sabe? Então clique e descubra num só instante!

Tanto o objeto direto quanto o objeto indireto podem ser colocados em destaque na oração Tanto o objeto direto quanto o objeto indireto podem ser colocados em destaque na oração

Objeto direto e objeto indireto são aqueles complementos que se agrupam aos verbos, complementando seu sentido. Simples, não? Mas, se porventura você já tenha se esquecido deles, basta apenas um clique, pois tão logo você irá se deparar com o texto “Objeto direto e Objeto indireto” 

Pois bem, conceitos relembrados, vamos em busca de tornarmos nosso conhecimento um pouquinho mais aperfeiçoado, conhecendo a partir de agora os chamados objeto direto e objeto indireto pleonástico. Mas, por que pleonástico?

Esse termo, pleonástico, que atua como uma qualidade do objeto direto e do objeto indireto, vem de uma figura de linguagem denominada de pleonasmo. Pode até ser que você não saiba o que realmente é figura de linguagem, e, em razão disso, gostaríamos que entendesse que se trata de recursos utilizados por quem escreve, cuja intenção é de conferir mais expressividade, de tornar mais rico o discurso que profere. Nesse sentido, o pleonasmo consiste em intensificar o significado de um elemento, de uma expressão do texto por meio da repetição da ideia nele expressa.

Acreditamos que depois dessa explicação você terá um pouco mais de facilidade em compreender acerca das características inerentes ao assunto sobre o qual estamos falando. Dessa forma, que tal partirmos para analisar alguns exemplos, hein?

O objeto direto e o objeto indireto possuem particularidades

Aquela bela garota, via-a no momento em que tocou o sinal para o recreio. 

Temos o objeto direto no início da oração – aquela bela garota – e, em seguida, temos a presença dele novamente, só que agora representado por um pronome pessoal do caso oblíquo, ocupando a posição onde ele (o objeto) deveria realmente estar.

Assim, analisando a oração, temos:

aquela bela garota – objeto direto.

A (pronome pessoal do caso oblíquo) – objeto direto pleonástico.

Vamos checar um caso relacionado ao objeto indireto?

Aos meus pais, dou-lhes amor e carinho.

Da mesma forma como ocorreu anteriormente, temos que o objeto indireto aparece no início da oração – aos meus pais – e, logo a seguir, reaparece, representado, pois, por um pronome pessoal do caso oblíquo “lhes”, o qual atua sempre como objeto indireto.

Dessa forma, obtemos como resultado:

Aos meus pais – objeto indireto
lhes (pronome pessoal do caso oblíquo) – lhes

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

Núcleos dos objetos: Direto e Indireto

Português

Objeto direto preposicionado

Últimos artigos

Presidente da república

Presidente da república é a autoridade máxima em nosso país. É eleito(a) por meio do voto popular para um mandato de quatro anos.

Porquinho-da-índia

O porquinho-da-índia é um mamífero roedor que possui corpo pequeno e orelhas curtas. Ele pode ser criado como animal de estimação.

Escambo

O escambo é uma modalidade de transação que foi muito comum na Antiguidade. Por meio desse acordo, realiza-se a troca de mercadorias ou serviços.

Nucleotídeo

O nucleotídeo é a subunidade que forma o DNA e o RNA. Cada nucleotídeo é constituído por um grupo fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada.