Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Acentos diferenciais na Nova Reforma Ortográfica

Os acentos diferenciais na Nova Reforma Ortográfica permanecem para distinguir algumas palavras de outras.

por Escola Kids
Alguns acentos diferenciais na Nova Reforma Ortográfica  permanecem para distinguir uma palavra de outra Alguns acentos diferenciais na Nova Reforma Ortográfica permanecem para distinguir uma palavra de outra

Como sabemos, desde o dia 1º de janeiro de 2009 entrou em vigor uma nova lei que estabeleceu mudanças em algumas palavras da Língua Portuguesa. Foram muitos os aspectos influenciados por essas mudanças, tais como: acentuação, uso do hífen, uso do trema e os chamados acentos diferenciais, os quais conheceremos agora. Caso queira relembrar um pouco mais, basta acessar o texto “As novas regras ortográficas da Língua Portuguesa”.

Os acentos diferenciais estão presentes nas mudanças ortográficas
Os acentos diferenciais estão presentes nas mudanças ortográficas

Antes da nova Reforma Ortográfica, algumas formas verbais já eram grafadas com acentos para se diferenciar de outras. Depois dela, o acento ainda permanece para estabelecer essa mesma diferenciação. Vamos conhecê-las?

Verbos ter e vir

As formas relacionadas à terceira pessoa do plural são acentuadas para se diferenciar da terceira pessoa do singular, quando estiverem conjugadas no presente do indicativo:

ele tem – eles têm
ele vem – eles vêm

Verbos conter, obter, reter e convir

Acentua-se as formas verbais relativas à terceira pessoa do plural do presente do indicativo (todas elas recebem acento circunflexo) para se diferenciar da terceira pessoa do singular, a qual recebe acento agudo:

ele obtém – eles obtêm
ele retém – eles retêm
ele convém – eles convêm
ele contém – eles contêm

As formas verbais pôde e pode

Pôde, grafada com acento circunflexo e representando a terceira pessoa do pretérito perfeito do modo indicativo, permanece acentuada para se diferenciar da terceira pessoa do presente do modo indicativo – pode:

Ele pôde chegar mais cedo ontem.
Ele pode chegar tarde hoje.

A preposição por e o verbo pôr

O verbo pôr permanece acentuado justamente para se distinguir da preposição por:

Eu vou por aí.
A garota vai pôr o material escolar sobre a carteira.

 

 
Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

 

Você pode se interessar também

Português

Diferenças entre pôde e pode

Português

Acento Circunflexo

Português

As novas regras ortográficas da Língua Portuguesa

Português

Uso do hífen

Não encontrou o
conteúdo ou matéria
que queria?

Mande seu questionamento, dúvidas ou sugestões para a equipe do Escola Kids que está pronta pra te ajudar.

Saiba mais

Últimos artigos

Protocolo de Kyoto

Protocolo de Kyoto é um tratado internacional criado em 1997 em Kyoto, no Japão. Seu principal objetivo é estabilizar as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera.

Países desenvolvidos

Países desenvolvidos são nações que apresentam elevado grau de industrialização e alto desenvolvimento socioeconômico, com base em critérios como IDH e PIB.

Acordo de Paris

O Acordo de Paris representa um compromisso mundial cuja meta é não permitir que o aumento da temperatura média do planeta ultrapasse 2°C. Esse acordo foi assinado por 195 países.

Declaração Universal dos Direitos Humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um documento que foi elaborado pela ONU em resposta a todas as atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial.