Qual matéria está procurando ?

História

História

Revolução Francesa: Diretório (1794-1799)

Conheça as características da fase do Diretório (1794-1799).

Com a queda do governo jacobino e a execução da maioria de seus líderes na guilhotina, o caminho ficou aberto para que a alta burguesia francesa voltasse a deter o poder político. Esse período ficou conhecido como o do Diretório e ocorreu entre 1794 e 1799. Mas quais foram suas principais características?

A primeira que pode ser citada se relaciona ao modo que ficou organizado o poder político na França. O Diretório era um órgão composto por cinco membros, cuja função era administrar o país, apoiado por duas assembleias: a Assembleia dos Anciãos, formada por políticos mais velhos; e a Assembleia dos Quinhentos.

Durante esse período da Revolução Francesa, houve a supressão dos direitos sociais igualitários instituídos no período jacobino, como o direito a voto a todos os cidadãos e o fim de algumas leis: a que estipulava os preços máximos para os alimentos, a que regulamentava a distribuição de terras confiscadas da nobreza e do clero entre a população pobre, bem como a que permitia a organização de operários em sindicatos.

O período do Diretório representou o estabelecimento pela burguesia francesa de uma República moderada, que acabava com as instituições do Antigo Regime, mas limitava a participação política, com a volta do voto censitário e o combate ao igualitarismo defendido pelos jacobinos.

Mas a burguesia não governou sem ameaças internas e externas durante o Diretório.

No plano interno, os ideais jacobinos foram retomados principalmente por Graco Babeuf, que auxiliou na organização política das camadas populares. Ele liderou em 1796 a Conspiração dos Iguais, que atava os membros do Diretório e tinha por objetivo aprofundar as reformas revolucionárias populares, buscando alcançar a igualdade efetiva entre os homens, principalmente através da proposta de criação de uma “comunidade de bens de trabalho”.

A Conspiração dos Iguais foi esmagada pelo Diretório, e Babeuf foi preso em maio de 1796 junto a outros líderes da revolta popular. Um ano depois Babeuf foi condenado à morte na guilhotina.

No plano externo, o Diretório tinha que enfrentar os países vizinhos, ainda organizados em Monarquias Absolutistas, e que viam a República Francesa como uma ameaça ao poder que detinham. Inglaterra, Áustria e Prússia formaram uma nova coligação com o objetivo de conter os avanços militares do exército francês no continente europeu.

Na continuação das guerras do período revolucionário, o exército francês realizou campanhas no norte da Itália e em outras localidades da Europa Ocidental, além de também guerrear na Suíça, em Malta, no Egito e na Síria. Mas os objetivos e os ideais do exército francês haviam se alterado. Era naquele momento mais um exército identificado com seus superiores, principalmente os generais, do que com as instituições civis republicanas construídas após a queda do rei Luís XVI.

Nesse contexto surgiu a figura do jovem general Napoleão Bonaparte. Com uma ascensão meteórica no exército francês e identificado com os ideais republicanos, Bonaparte tornou-se general aos 24 anos de idade. As campanhas vitoriosas realizadas principalmente na Itália e no Egito garantiram a Napoleão um enorme prestígio junto ao Diretório.

A instabilidade interna e as ameaças externas deixaram apreensiva a burguesia francesa. Parte do Diretório passou a organizar um golpe de Estado. Em 9 de novembro de 1799, ou 18 de Brumário no calendário revolucionário francês, Napoleão Bonaparte foi colocado à frente do poder de Estado na França. Formou-se um Consulado para governar o país com três cônsules: Sieyès, Roger Ducos e Bonaparte.

Com esse fato, tinha fim mais um período da Revolução Francesa e iniciava-se a Era Napoleônica.

Aproveite para conferir as nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

A instabilidade política e social durante o Diretório possibilitou a ascensão de Bonaparte A instabilidade política e social durante o Diretório possibilitou a ascensão de Bonaparte
Por Tales Pinto

Você pode se interessar também

História

Antecedentes da Revolução Francesa de 1789

História

Calendário Revolucionário Francês

História

Coroação de Napoleão Bonaparte

História

Era Napoleônica (1799-1815), a vitória burguesa

Últimos artigos

Cuca

Cuca é um ser do folclore brasileiro e apresentada como uma velha má que sequestra crianças. Por meio de Monteiro Lobato, a forma de jacaré da cuca se popularizou.

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.