Qual matéria está procurando ?

História

História

Revoltas Camponesas no século XIV

Saiba o que foram e as principais características das Revoltas Camponesas no século XIV.

Quando estudamos a Idade Média europeia, geralmente o professor de História nos apresenta uma divisão didática do período medieval entre a Alta Idade Média e a Baixa Idade Média. A primeira parte abrange o período que vai do século V ao século X d.C.; já a segunda parte vai do século XI ao século XV. Nos séculos de transição da Baixa Idade Média para a Idade Moderna, muitos acontecimentos compuseram uma atmosfera turbulenta em algumas regiões da Europa, sobretudo onde hoje se localizam os países da França e da Alemanha. Entre esses acontecimentos, um dos mais expressivos foram as Revoltas Camponesas.

As chamadas revoltas camponesas aconteceram, sobretudo, na região da atual França. O caos social foi motivado por vários fatores. Entre esses fatores, estava a Peste Negra, que chegou à Europa em meados de 1348 e, em virtude das condições precárias de higiene, espalhou-se rapidamente, ceifando a vida de milhares de pessoas. Nos anos que se seguiram aos efeitos devastadores da Peste Negra, ainda houve a incidência de secas e a consequente diminuição da produção agrícola. A situação dos camponeses passou a ficar cada vez mais crítica.

Os camponeses que ainda conseguiam manter a sua produção começaram a entrar em choque permanente com os senhores feudais que lhes arrendavam as terras por meio da relação de suserania e vassalagem. Os camponeses buscavam receber maior parcela da produção e sair da condição de vassalos. As revoltas ocorreram em 1358. A organização dos camponeses assumiu um caráter de violência extrema, que resultou, também, em uma resposta de igual teor por parte dos senhores e dos reis.

A organização revoltosa dos camponeses ficou conhecida como Jacqueries. Como bem acentuou o historiador Ricardo da Costa, a revolta ocorria em um contexto de conflitos entre ordens sociais, e não entre classes:

“Em 1358, o reino da França foi palco de uma violenta guerra social entre as ordens, a Jacquerie, uma sublevação camponesa que, apesar de ter durado somente um mês, foi de uma incrível brutalidade, com igual resposta por parte dos nobres — a sociedade de ordens baseava-se num princípio de desigualdade, próprio da estrutura do cosmo. Implicava uma hierarquia, que, por sua vez, estruturava-se conforme a doutrina do corpo místico, adaptado à realeza (o rei, a cabeça, e as ordens, os membros).” [1]

Essa ordenação da sociedade medieval começava a ser contestada nessa época. Por pelo menos dois séculos (séc. XV e XVI), esses conflitos tornaram-se recorrentes – como foi o caso da guerra dos camponeses na Alemanha, motivada pela Reforma de Lutero.
 

NOTAS

[1] COSTA, Ricardo da. Revoltas camponesas na Idade Média, 1358: a violência da Jacquerie na visão de Jean Froissant. In: NISHIKAWA, Taise Ferreira da Conceição. História Medieval: História II.São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009, p. 59.

[2] Idem. p. 59. 

Por Me. Cláudio Fernandes

As revoltas camponesas do século XIV figuraram entre os acontecimentos que compuseram a crise da Idade Média. As revoltas camponesas do século XIV figuraram entre os acontecimentos que compuseram a crise da Idade Média.
Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Guerra das Rosas

História

Guerra dos Cem anos

História

Peste negra

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.