Qual matéria está procurando ?

História

História

Marcha para o Oeste nos Estados Unidos

Saiba mais sobre a formação da América do Norte compreendendo alguns aspectos da Marcha para o Oeste nos Estados Unidos.

Você certamente já assistiu a algum filme do gênero “Western”, ou “Faroeste”, ou mesmo a alguns dos episódios do desenho animado “Pica-Pau”. Pois bem, tanto nos filmes de faroeste quanto nos episódios de “Pica-pau”, podem ser observados os vários esteriótipos relacionados com a vida no “Velho Oeste” americano, tais como as figuras do índio, do xerife, do bandido; ou o cenário desértico, as estradas de ferro, as diligências etc. Esse imaginário do faroeste está relacionado com a chamada Marcha para o Oeste, ocorrida nos Estados Unidos a partir da segunda metade do século XIX.

A expressão “Far West”, em inglês, significa algo próximo de “Oeste distante” (ou “Oeste longínquo”) e era empregada pelos colonos ingleses e seus descendentes que se estabeleceram na Costa Leste dos EUA (na região das Treze Colônias) em referência aos territórios a Oeste ainda não ocupados e, à época, considerados inóspitos. A procura pela efetiva ocupação do Oeste americano só foi realizada depois da Guerra de Secessão, isto é, a Guerra Civil Americana, que ocorreu em razão de divergências políticas e econômicas entre as colônias do Sul e do Norte do EUA, entre os anos de 1861 e 1865.

Com o fim da guerra, muitas pessoas estavam interessadas nas oportunidades que a vida no Oeste poderia lhes proporcionar, sobretudo em razão das minas lá descobertas, da possibilidade de criar animais, como o cavalo e o gado, da agricultura etc. Esse interesse foi fomentado pelo governo federal, que, além de procurar regularizar a oferta de terras, ainda procurou integrar o Oeste à parte Leste do país por meio de estradas de ferro. No que tange à regularização da posse das terras, a principal medida tomada foi a aprovação da “Lei do Homestead”, de 1862, isto é, a lei de terras, sancionada ainda no período da guerra. Segundo o historiador Claude Fohlen:

A lei do Homestead”, de 1862, assinala uma mudança na política fundiária do governo federal. Até então ela havia sido dominada por imperativos fiscais, com a venda de terras ao melhor preço. A partir dessa data prevalecem a preocupação com a colonização e o desejo de satisfazer a fome de terras dos pioneiros. 'Todo homem', proclamara Van Buren, candidato do Free Soil às eleições de 1848, 'tem direito a uma porção natural do solo... O direito a possuir a terra é tão sagrado quanto a vida'.” [1]

Acima, selo americano comemorativo dos 100 anos da lei do Homestead *
Acima, selo americano comemorativo dos 100 anos da lei do Homestead * 

Fohlen ainda assinala que, em 1862, “entre 1862 e 1890, dois milhões de pioneiros instalaram-se, aproveitando a Lei do Homestead, enquanto sete milhões adquiriram terra ou se estabeleciam de forma diferente, isso num período em que a população total aumentou em 45 milhões de habitantes.” [2] O grande deslocamento de pessoas para o Oeste acabou por suscitar também grandes problemas, como o enfrentamento com tribos indígenas, a delimitação, por meio de cercamentos, dos terrenos ocupados e a convivência com bandos de assaltantes de trem e mercenários.

NOTAS:

[1] FOHLEN, Claude. O Faroeste. (trad.) Paulo Neves) São Paulo: Companhia das Letras: Círculo do Livro, 1989. p. 18.

[2] Idem. pp. 18-19.

*Créditos da imagem: Shutterstock e IgorGolovniov

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

As histórias e lendas do Velho Oeste americano acabaram por construir o imaginário do “Faroeste” As histórias e lendas do Velho Oeste americano acabaram por construir o imaginário do “Faroeste”
Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Guerra Civil Americana

História

Independência dos Estados Unidos

História

Ku Klux Klan

História

Pais Peregrinos dos Estados Unidos

Últimos artigos

O que é patrimônio cultural?

Patrimônio cultural é qualquer objeto da cultura material e imaterial que é importante para a cultura de nossa sociedade e que, por isso, é preservado.

Embaixo ou em baixo: junto ou separado?

“Embaixo” é um advérbio de lugar e indica a localização de algo, enquanto “em baixo” é, na verdade, a junção de uma preposição com um adjetivo.

22 de abril – Dia da Terra

O Dia da Terra é comemorado em 22 de abril e é um momento para refletirmos sobre o modo como nos relacionamos com o nosso planeta e que atitudes devemos adotar.

Combustíveis fósseis

Combustíveis fósseis são fontes de energia originadas da decomposição de plantas e animais soterrados ao longo de milhares de anos. São úteis para a produção energética.