Qual matéria está procurando ?

História

História

Liberalismo econômico

Saiba mais sobre o liberalismo econômico, seus princípios e suas características.

Adam Smith é considerado um dos pais do liberalismo Adam Smith é considerado um dos pais do liberalismo

Quando estudamos os conteúdos de Idade Moderna, sempre nos deparamos com temas que se referem direta ou indiretamente à economia. Isso ocorre porque a moderna ciência econômica constituiu-se nos séculos XVIII e XIX, época em que começou a desenvolver-se a “Economia Política”, isto é, um tipo de estudo sobre a dinâmica do sistema econômico, desde a produção (fábricas, máquinas, etc.), o processo de divisão do trabalho, a distribuição do produto até o consumo. Uma das correntes que se dedicaram a esse estudo foi o liberalismo econômico, que, por sua vez, está associado a liberalismo enquanto corrente político-ideológica.

O liberalismo econômico tem suas raízes no pensamento clássico sobre riqueza, acumulação de bens, trabalho, etc., desenvolvido por pensadores dos séculos XVIII e XIX, como Adam Smith, David Ricardo, Jeremy Bentham, Wilhem Von Humbolt, John Stuart Mill, entre outros. O liberalismo econômico tem como princípio básico a não intervenção estatal na economia, isto é, crê que é mais eficaz e mais criativo a liberdade dos atores do processo econômico, o que implica outro princípio, que é o da liberdade individual. O liberalismo preza, sobretudo, o indivíduo e sua potencialidade, sua capacidade de empreender e transformar o cenário econômico em que vive.

Para o liberalismo, o sistema da economia de mercado denominado capitalismo não encarna necessariamente um processo iníquo, desumano e exploratório. Isso só ocorre, para os autores liberais, quando há relações iníquas entre o Estado e grandes corporações, que dele recebem privilégios. Para o liberalismo econômico, a livre concorrência do mercado estimula a garantia de melhores produtos, melhor eficiência em serviços e melhor relação entre empregadores e empregados.

Por esse motivo, um dos estudiosos de economia, que viveu no século XX, o austríaco Ludwing Von Mises, disse que: “O liberalismo é o conceito mais abrangente. Comporta uma ideologia que abarca toda a vida social. A ideologia da democracia compreende apenas o domínio das relações sociais que se referem à constituição do Estado” [1]. Do liberalismo, de modo geral, e do liberalismo econômico, de modo especial, originou-se, segundo os seus defensores, a garantia também da ordem política democrática, haja vista que é nas liberdades individuais que estão reservados todos os valores que tornam uma sociedade saudável.

Em oposição à perspectiva econômica liberal, encontram-se várias correntes de orientação intervencionista, que defendem uma presença mais forte do Estado no setor econômico sob a defesa da garantia da igualdade social e da distribuição de renda, entre outros argumentos. Essas correntes geralmente derivam da interpretação marxista da economia, exposta principalmente no trabalho O Capital.

[1] Von Mises, Ludwig. O liberalismo segundo a tradição clássica. São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2010. p.35.


Por Me. Cláudio Fernandes

Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

Geografia

Capitalismo

História

Fisiocracia

Geografia

Setores da Economia

Últimos artigos

Presidente da república

Presidente da república é a autoridade máxima em nosso país. É eleito(a) por meio do voto popular para um mandato de quatro anos.

Porquinho-da-índia

O porquinho-da-índia é um mamífero roedor que possui corpo pequeno e orelhas curtas. Ele pode ser criado como animal de estimação.

Escambo

O escambo é uma modalidade de transação que foi muito comum na Antiguidade. Por meio desse acordo, realiza-se a troca de mercadorias ou serviços.

Nucleotídeo

O nucleotídeo é a subunidade que forma o DNA e o RNA. Cada nucleotídeo é constituído por um grupo fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada.