Qual matéria está procurando ?

Geografia

Geografia

Questão Agrária no Brasil

Um resumo explicativo sobre a questão agrária no Brasil, envolvendo a ocupação e distribuição das terras no país.

O espaço agrário brasileiro é marcado pela predominância de latifúndios O espaço agrário brasileiro é marcado pela predominância de latifúndios

Quando falamos da questão agrária no Brasil, estamos nos referindo à ocupação, posse e distribuição das terras, tanto em seus aspectos históricos quanto em seus aspectos geográficos.

Nesse sentido, a distribuição das terras esteve diretamente ligada à colonização do nosso país, que foi responsável por um processo de ocupação que privilegiou apenas as elites econômicas da época, excluindo principalmente os indígenas, os negros e os pobres.

A coroa portuguesa realizou um sistema de distribuição de grandes extensões de terras, chamadas de sesmarias, destinadas apenas àquelas pessoas que tivessem grandes somas de riquezas e que fossem capazes de investir na produção de cana-de-açúcar. Dessa forma, a ocupação do espaço agrário brasileiro foi marcada pela formação de latifúndios (que são propriedades rurais muito extensas), visando à produção predominante de um único tipo de produto (o açúcar).

Foi assim durante toda a história agrária do Brasil. Depois do declínio da cana-de-açúcar, instalou-se uma economia mineradora, que intensificou a extração de ouro e prata no país, sobretudo na região Centro-Oeste. Essa atividade também ocorreu envolvendo os grandes proprietários, utilizando-se de mão de obra escrava e invadindo os territórios indígenas.

O século XIX conheceu o auge da economia cafeeira e da pecuária, além de também ter se caracterizado, não diferentemente dos tempos anteriores, pela concentração de terras nas mãos de poucas pessoas e pela exploração dos trabalhadores no campo, mesmo após o fim da escravidão.

Durante o século XX, a situação não mudou, apesar dos avanços na legislação e dos debates realizados, sobretudo, durante a década de 1950, quando foram criadas as Ligas Camponesas – uma organização de trabalhadores rurais em busca da Reforma Agrária. Ela foi extinta pelo regime militar que se instaurou no Brasil a partir de 1964.

Atualmente, apesar do café ainda ser um importante elemento para a economia brasileira, o principal produto cultivado no espaço agrário brasileiro é a soja, seguida pela cana-de-açúcar. Não diferente do passado, ainda existe uma elevada concentração de terras. O que mudou é que, a partir da década de 1970, em um processo chamado de Revolução Verde, houve a substituição do homem pela máquina no campo, gerando uma massa de desempregados.

Esse processo, aliado à industrialização do país, contribuiu para a intensificação da migração de pessoas do campo para a cidade, também conhecida por êxodo rural, que foi um dos responsáveis pelo atual momento de inchamento populacional nos grandes centros urbanos do país.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Geografia

Agricultura

Geografia

Agricultura Familiar

Geografia

Fronteira Agrícola

Geografia

Migração pendular

Últimos artigos

Crise de 1929

A Crise de 1929 foi a maior crise econômica da história dos Estados Unidos e do capitalismo. Foi iniciada pela quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

Retângulo

O retângulo possui quatro lados e todos os ângulos internos medindo 90°. Essa forma geométrica está muito presente no cotidiano, como na face de caixas e nas paredes.

Paralelepípedo

O paralelepípedo é um sólido geométrico que possui todas as faces com paralelogramos. Essa forma pode ser percebida nos prédios e em caixas de sapatos.

Hiena

Hiena é um animal encontrado na África e na Ásia, bastante conhecido por seu hábito de se alimentar de carniça. Existem atualmente três espécies diferentes de hienas.