Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Queimaduras

Aprenda a diferenciar os tipos de queimadura e veja como se portar diante desses casos.

Com toda certeza você já sofreu com alguma queimadura. Mas você sabe como proceder diante de uma dessas lesões? Neste texto aprenderemos sobre os tipos de queimaduras e o que não devemos fazer diante desse problema.

Queimaduras são lesões na pele que podem ser provocadas por diversos fatores, tais como calor, radiação, corrente elétrica, produtos químicos e até mesmo plantas e animais. Entre os maiores causadores de queimadura, destacam-se o fogo e a eletricidade. Algumas vezes, as lesões causadas por eletricidade são tão graves que levam à amputação de membros.

Podemos classificar a queimadura de acordo com sua profundidade em 1º, 2º ou 3º grau. As queimaduras de 1º grau só atingem a epiderme, camada mais superficial da pele. Geralmente as queimaduras de sol são de 1º grau e causam apenas uma vermelhidão, inchaço e uma leve dor. Geralmente já estão curadas em apenas 1 semana.

As queimaduras de 2º grau caracterizam-se por atingir a epiderme e a derme. Nesse tipo de lesão, podemos observar as famosas bolhas e, em alguns casos, o desprendimento de parte da pele. A cicatrização demora mais que apenas uma semana, podendo demorar até 20 dias para a total recuperação.

As queimaduras de 3º grau são as mais graves, uma vez que atingem tecidos profundos. Existem lesões que atingem até mesmo os músculos e ossos. Nesse caso, o paciente não sente dor no local.


De acordo com a profundidade da queimadura, ela pode ser classificada em 1º, 2º ou 3º grau

Entretanto, é importante destacar que apesar do grau da lesão ser um fator importante, o que vai determinar a severidade da queimadura é o quanto do corpo ela atingiu. Quando atinge mais de 15% do corpo, o paciente pode estar sujeito a graves riscos se não tiver um tratamento adequado. Em crianças, quando atinge mais de 10% do corpo, é considerado um caso grave.

Se um dia você sofrer uma queimadura, deve ficar atento a alguns cuidados:

- O primeiro e mais importante é: não passe nenhuma substância sobre a lesão! É comum as pessoas quererem aplicar cremes e pomadas no local para aliviar a dor, entretanto, só devemos utilizar substâncias que foram indicadas pelo médico. O uso desses materiais pode causar complicações;

- Não é recomendado o uso de creme dental, manteiga, óleo e café;

- Coloque a parte que sofreu a queimadura em local com água corrente. É importante que a água esteja fria (não use água gelada!) e que esteja caindo suavemente pelo local. Em casos de queimadura de 3º grau, não é aconselhável esse procedimento, sendo essencial que a pessoa seja levada rapidamente ao médico;

- Não rompa as bolhas formadas em decorrência da queimadura. Isso pode levar à infecções;

- Se após a queimadura, algum tecido ficou preso no local, não tente retirá-lo;

- Não coloque gelo na queimadura;

- Vá ao hospital assim que possível para averiguar a lesão, principalmente se ela for muito extensa ou de 2º ou 3º graus.

Lembre-se sempre de não ficar próximo ao fogo, não brincar com velas e com o fogão. Tome cuidado com as panelas quentes, não brinque com balões ou fogos e, se for brincar com pipas, escolha locais longe dos fios de alta-tensão. Mantenha-se sempre atento, só assim você poderá evitar alguns acidentes!


Por Ma. Vanessa dos Santos

A queimadura de sol geralmente é de primeiro grau e causa vermelhidão A queimadura de sol geralmente é de primeiro grau e causa vermelhidão
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Acidentes

Ciências

Efeitos nocivos do Sol

Ciências

Primeiros socorros

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.