Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Energia não renovável

Clique aqui e saiba o que é energia não renovável e conheça mais sobre os seus tipos (petróleo, gás natural, carvão mineral, etc.).

A energia não renovável é um tipo de energia esgotável, que pode se originar de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão mineral) e urânio, utilizado na energia nuclear.

A energia não renovável também é considerada um tipo de energia suja, pois causa prejuízos ao meio ambiente e também ao homem, como a destruição de ecossistemas, aquecimento global, chuva ácida, efeito estufa, dentre vários outros problemas. A seguir vamos conhecer um pouco mais sobre as energias consideradas não renováveis.

Petróleo


A gasolina utilizada em automóveis se origina do petróleo

 

O petróleo é um óleo mineral de cor escura que foi formado há milhões de anos a partir do acúmulo de materiais orgânicos, como plantas e animais decompostos no subsolo. Esse combustível é muito utilizado na forma de gasolina, diesel, querosene, dentre outros, que produzem muita poluição, aumentando o efeito estufa. Como sabemos, o petróleo não é uma fonte renovável e se seu uso continuar acelerado, ele acabará nos próximos 30 ou 40 anos.

Gás natural


O gás natural é um combustível fóssil que polui menos o meio ambiente

 

O gás natural, assim como o petróleo, também se encontra no subsolo, e foi formado há milhões de anos a partir do acúmulo de material orgânico. É um gás que polui menos do que o petróleo e o carvão mineral, mas a sua queima também contribui para o efeito estufa. O gás natural pode ser utilizado em indústrias, residências, automóveis e comércio; e caso se mantenha esse ritmo de consumo, as reservas de gás natural poderão se esgotar em 100 anos.

Carvão mineral


O carvão mineral começou a ser usado como fonte de energia na Revolução Industrial

 

O carvão mineral é uma rocha orgânica encontrada no subsolo terrestre e retirada de lá através da mineração. Esse combustível começou a ser utilizado na Revolução Industrial para movimentar máquinas e locomotivas, sendo que nos dias atuais ele é utilizado na geração de eletricidade nas usinas termelétricas. É uma forma de energia que também polui o meio ambiente, contribuindo para o efeito estufa e o aquecimento global.

Energia nuclear


O símbolo em amarelo na figura representa radioatividade

Na energia nuclear, também chamada de energia atômica, ocorre a desintegração do núcleo do elemento químico urânio (que possui bastante energia) para gerar a eletricidade. O grande problema desse tipo de energia é que há a produção de um lixo altamente radioativo, que deve ser tratado, transportado e isolado seguindo à risca várias normas de segurança. O contato desse material radioativo com o meio ambiente pode ter consequências desastrosas, podendo causar inúmeras doenças ao ser humano, como o câncer. Além disso, esse lixo radioativo leva de 50 a 250 anos para perder toda a sua radiação. No Brasil, existem duas usinas nucleares que se localizam no estado do Rio de Janeiro (Angra I e Angra II).


Por Paula Louredo
Graduada em Biologia

A energia não renovável é um tipo de energia esgotável e que polui o meio ambiente A energia não renovável é um tipo de energia esgotável e que polui o meio ambiente
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Biocombustíveis

Ciências

Desenvolvimento sustentável

Ciências

Energia renovável

Geografia

Meios de transporte | Ensino Fundamental I

Últimos artigos

Cuca

Cuca é um ser do folclore brasileiro e apresentada como uma velha má que sequestra crianças. Por meio de Monteiro Lobato, a forma de jacaré da cuca se popularizou.

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.