Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Verbos com mais de uma regência

Você sabia que existem verbos com mais de uma regência? Pois bem, vamos conhecê-los aqui?

Aqui, juntinhos novamente, estamos nós a conhecer um pouco mais acerca do que a nossa língua nos reserva, haja vista que a importância destes tantos encontros que temos é justamente para deixá-lo(a) hábil para falar e escrever (sobretudo este procedimento) nas situaçõs que assim exigirem, não é verdade?

Pois bem, a partir de agora passaremos a estabelecer um pouco mais de familiaridade com um assunto que provavelmente não representa assim muita novidade: a regência verbal. Esse fenômeno linguístico, por sua vez, caracteriza-se pela relação que se estabelece entre os nossos amiguinhos verbos, uma vez que o complemento que a eles podemos atribuir pode estar ou não acompanhado de preposição.

Sim, aspectos relembrados, partamos agora para reconhecer o porquê de alguns verbos possuírem mais de uma regência, justamente porque dependendo da situação de comunicação a que pertencer, ora podem adquirir um sentido, ora outro.  Assim, com base justamente nesse sentido que apresentam é que o uso da preposição se encontra atrelado, relacionado. Que tal conhecermos alguns exemplos?


Distintos são os verbos que apresentam mais de uma regência

Lembrando sempre que esse fato de um mesmo verbo apresentar mais de uma regência se encontra relacionado ao contexto, ou seja, à situação comunicativa. Mas vejamos alguns exemplos:

Márcia aspira o perfume das flores.

Notamos que o verbo aqui possui o sentido de sorver, cheirar. Nesse sentido, ele não aparece acompanhado do uso da preposição, portanto, classifica-se como transitivo direto.

Márcia aspira a um cargo melhor na empresa.

Nesse contexto, já podemos dizer que se trata de um verbo transitivo indireto, pois o sentido se refere a desejar, pretender, almejar.

O médico assitiu o doente.

O médico deu assistência ao doente. Assim, pelo fato de o verbo carregar consigo esse sentido, ele se classifica como transitivo direto.

Pedro assistiu ao filme.

Já nesse contexto, Pedro estava presente, ou seja, ele presenciou a exibição do filme. Assim, classificamos tal verbo como transitivo indireto.

Os alunos queriam muito bem à professora.

O sentido aqui se refere a estimar, ter apreço por alguém. Nesse caso, certamente que você percebeu o uso da preposição – o que faz com que o verbo querer se classifique como transitivo indireto.

Os alunos queriam sair bem na avaliação.

Constatamos que aqui ele não vem acompanhado do uso da preposição, visto o sentido fazer referência a desejar, pretender. Dessa forma, ele se classifica como transitivo direto.

Constatou quantas surpresas a língua que falamos nos reserva?


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Há determinados verbos que apresentam mais de uma regência Há determinados verbos que apresentam mais de uma regência
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

A persistirem ou ao persistirem?

Português

Regência de alguns verbos

Português

Regência do verbo lembrar

Português

Regência verbal

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.