Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Monteiro Lobato

Conhecendo a literatura infantojuvenil brasileira: Embarque nos sonhos de Monteiro Lobato!

 Tudo vem dos sonhos. Primeiro sonhamos, depois fazemos.

A frase acima, dita por Monteiro Lobato, um dos maiores escritores da Literatura Brasileira, diz muito sobre o autor. Os sonhos de Monteiro Lobato levaram-no a ser o precursor da literatura infantojuvenil brasileira, abrindo caminhos para novos autores que se dedicaram ao universo infantil inspirados na figura interessante e polêmica de Lobato, que, além de escrever histórias para crianças, foi contista, ensaísta e tradutor, além de grande crítico social e político.

Biografia de Monteiro Lobato

José Bento Renato Monteiro Lobato, ou apenas Monteiro Lobato, como ficou conhecido, nasceu em Taubaté, cidade do interior do estado de São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Formou-se em Direito, mas depois de pouco tempo exercendo a profissão, foi cuidar de suas fazendas, herança do avô, homem muito rico e influente na região no século XIX. Graças à condição financeira confortável, Lobato pôde dedicar-se quase que exclusivamente ao ofício de escritor, tendo iniciado a carreira com a publicação de seus contos em jornais e revistas. Esses contos formaram, posteriormente, aquela que é considerada a obra-prima do autor, o livro Urupês.


“Um país se faz com homens e livros”: Esse era o ideal de Monteiro Lobato, importante escritor do século XX

Mas falemos de literatura infantojuvenil: Monteiro Lobato, cuja data de nascimento foi escolhida para celebrar o Dia Nacional do Livro Infantil, foi um dos precursores da literatura feita exclusivamente para crianças e adolescentes. Naquela época, início do século XX, as crianças não eram vistas como potenciais leitores e por isso liam livros inadequados para sua idade, o que gerava imensa desmotivação nos pequenos. Foi ele o criador do famoso Sítio do Picapau Amarelo, cujas personagens povoam o imaginário infantil e são recorrentes nos mais de vinte títulos da série. Quem nunca ouvir falar na boneca Emília, na menina Narizinho e seu primo Pedrinho? Sem falar da vovó da família, a Dona Benta, Tia Nastácia — cozinheira de mão cheia —, entre outros moradores do famoso sítio criado por Lobato.


O Sítio do Picapau Amarelo e seus moradores são grandes conhecidos do público brasileiro

Monteiro Lobato deixou uma grande contribuição para a Literatura Brasileira. Foi um homem importante para as letras nacionais e também personagem histórica, tendo envolvido-se em diversos episódios políticos, colecionando admiradores e desavenças, a mais famosa delas com o então Presidente da República, Getúlio Vargas. Infelizmente, morreu pobre e doente no dia 4 de julho de 1948, aos 66 anos, vitimado por um derrame. Se você ficou curioso e quer saber um pouco mais sobre a vida e a obra de Monteiro Lobato, nada melhor do que conhecer seus livros, por isso o Escola Kids selecionou alguns títulos para você ter um encontro com esse escritor genial. Boa leitura!

Coleção Sítio do Picapau Amarelo

  • 1921 - O Saci

  • 1922 - Fábulas

  • 1927 - As aventuras de Hans Staden

  • 1930 - Peter Pan

  • 1931 - Reinações de Narizinho

  • 1932 - Viagem ao céu

  • 1933 - Caçadas de Pedrinho

  • 1933 - História do mundo para as crianças

  • 1934 - Emília no país da gramática

  • 1935 - Aritmética da Emília

  • 1935 - Geografia de Dona Benta

  • 1935 - História das invenções

  • 1936 - Dom Quixote das crianças

  • 1936 - Memórias da Emília

  • 1937 - Serões de Dona Benta

  • 1937 - O poço do Visconde

  • 1937 - Histórias de Tia Nastácia

  • 1939 - O Picapau Amarelo

  • 1939 - O minotauro

  • 1941 - A reforma da natureza

  • 1942 - A chave do tamanho

  • 1944 - Os doze trabalhos de Hércules (dois volumes)

  • 1947 - Histórias diversas.

Outros livros infantis

  • 1920 - A menina do narizinho arrebitado

  • 1921 - Fábulas de Narizinho

  • 1921 - Narizinho arrebitado (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1922 - O marquês de Rabicó (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1924 - A caçada da onça

  • 1924 - Jeca Tatuzinho

  • 1924 - O noivado de Narizinho (incluído em Reinações de Narizinho, com o nome de O casamento de Narizinho)

  • 1928 - Aventuras do príncipe (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1928 - O Gato Félix (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1928 - A cara de coruja (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1929 - O irmão de Pinóquio (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1929 - O circo de escavalinho (incluído em "Reinações de Narizinho, com o nome O circo de cavalinhos)

  • 1930 - A pena de papagaio (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1931 - O pó de pirlimpimpim (incluído em Reinações de Narizinho)

  • 1933 - Novas reinações de Narizinho

  • 1938 - O museu da Emília (peça de teatro incluída no livro Histórias diversas). 

Por Luana Castro
Graduada em Letras

Monteiro Lobato foi o precursor da literatura infantojuvenil no Brasil. Ele dedicou sua vida para escrever histórias para adultos e crianças Monteiro Lobato foi o precursor da literatura infantojuvenil no Brasil. Ele dedicou sua vida para escrever histórias para adultos e crianças
Por Luana Castro Alves Perez

Você pode se interessar também

Datas Comemorativas

18 de abril – Dia Nacional do Livro Infantil

Português

Fábula

Português

José de Alencar

Português

Clarice Lispector

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.