Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Grau dos advérbios

O grau dos advérbios se subdivide em grau comparativo e grau superlativo.

Você está disposto a conhecer mais uma novidade que a Língua Portuguesa nos reserva? Então iremos, a partir de agora, falar um pouco sobre o grau dos advérbios. Você se lembra de quando estudamos sobre os adjetivos? Se não, não faz mal, é só recordar! E, para isso, basta acessar o texto “Adjetivos”, ok?

Como você pôde perceber, uma das características dessa classe gramatical é que o advérbio pode variar. Lá notamos uma dessas variações, a de grau. Mas por que grau?

Quando falamos em grau estamos nos referindo ao aumentativo e ao diminutivo, palavras que não são estranhas para você, não é verdade? Pois bem, se quiséssemos atribuir uma qualidade a alguém, dizendo que essa pessoa é inteligente, não poderíamos simplesmente dizer:

Ele é “inteligentinho” / Ele é “inteligentão”.

Deveríamos dizer que ele é muito inteligente ou inteligentíssimo, não concorda?

Assim acontece com o advérbio, que, como sabemos, representa aquela palavra que modifica o verbo, o adjetivo ou o próprio advérbio. E ele, assim como o adjetivo, também varia em grau. Vamos conhecer como se dá essa variação?


O grau dos advérbios se subdivide em duas categorias: comparativo e superlativo

Grau comparativo

* Comparativo de igualdade:

Pedro ri tão alto quanto seu irmão.

* Comparativo de inferioridade:

Pedro ri menos alto que seu irmão.

* Comparativo de superioridade:

Pedro ri mais alto que seu irmão.

Grau superlativo

* Superlativo absoluto analítico:

Pedro ri muito alto.

* Superlativo absoluto sintético:

Pedro ri altíssimo.

O grau dos advérbios é representado pelo comparativo e pelo superlativo O grau dos advérbios é representado pelo comparativo e pelo superlativo
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Português

Advérbios

Português

Adjetivos

Português

Locuções adverbiais

Português

Aprendendo a escrever corretamente

Últimos artigos

Idade Moderna

Idade Moderna foi um dos períodos da História, iniciando-se em 1453 e finalizando-se em 1789. Foi o período dos regimes absolutistas e do surgimento do capitalismo.

Animais onívoros

Animais onívoros são aqueles que podem alimentar-se de algas ou plantas e também de outros animais. Porcos e baratas são exemplos de animais onívoros.

Réveillon e Ano-Novo

O Réveillon e o Ano-Novo são datas comemorativas de final e início de ano e remetem a comemorações diferentes.

Revolução Praieira

A Revolução Praieira foi a última revolução provincial que aconteceu no Brasil durante o período monárquico e abalou Pernambuco, de 1848 a 1850.