Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Concordância de verbos acompanhados do pronome se

Deseja conhecer mais um assunto relacionado à nossa língua portuguesa? Então, não se esqueça de que em apenas um clique fará descobertas incríveis!

por Escola Kids
A concordância de verbos com o pronome se está relacionada a fatores específicos A concordância de verbos com o pronome se está relacionada a fatores específicos

Qual destas frases você considera como correta?

Vende-se brinquedos

  OU

Vendem-se brinquedos

Independentemente de qual poderá ter sido a sua resposta, o fato é que a partir de agora iremos conhecer mais um importante assunto relacionado à Língua Portuguesa, e que representa muita importância para nós, que precisamos fazer bom uso dela em todos os instantes, concorda?

Pois bem, você se lembra dos complementos verbais, não é mesmo?

Sabemos então que esses complementos podem ser acompanhados ou não da preposição. Assim, retomando as frases anteriores, ao fazermos a perguntinha ao verbo, representada pela forma “vende-se o quê”?  Brinquedos, obviamente. Como pôde perceber, trata-se de um objeto direto, pois o verbo vender se classifica como transitivo direto.

Outro assunto, que também já estudamos, representado pelas vozes do verbo, ao transformarmos a última oração para a voz passiva analítica, teremos como resultado:

Brinquedos são vendidos.

Agora, temos que “brinquedos” representa o sujeito da oração de que falamos, não é verdade?

Dessa forma, podemos afirmar que a concordância deve se dar entre o verbo (vendem-se) e o sujeito (brinquedos). Sabe por qual motivo? Pelo fato de o verbo ser transitivo direto, como já falamos. Nesse caso, saiba que o pronome “se” se classifica como pronome apassivador.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mas vamos analisar mais dois casos:

 

A concordância de verbos com o pronome se dá de forma específica

 

Precisa-se de amigos sinceros.
Vive-se tranquilamente aqui.

Analisando a primeira oração, temos que o verbo que a constitui se classifica como transitivo indireto, pois o termo que o completa é acompanhado de uma preposição, ou seja, precisa-se quê?  De amigos sinceros.

Queremos que você compreenda que nesse caso, como se trata de um verbo que assim se classifica (transitivo indireto), ele, necessariamente, deverá permanecer na terceira pessoa do singular, pois se trata de um índice de indeterminação do sujeito.  

E quanto à segunda oração: vive-se tranquilamente aqui?

Como pôde perceber, trata-se de um verbo intransitivo, ou seja, não necessita de nenhum complemento, por isso ele também atua como índice de indeterminação do sujeito e permanece no singular.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Últimos artigos

Superbactérias

Superbactérias ou bactérias multirresistentes é o nome dado às bactérias que são resistentes a vários antibióticos, fato que dificulta o tratamento de infecções.

Coala

O coala é um animal australiano que pertence à ordem Diprotodontia, a mesma ordem em que estão presentes os wallabies e cangurus.

Corrida espacial

A corrida espacial foi uma disputa realizada entre americanos e soviéticos, entre 1957 e 1975, na qual procuravam realizar grandes avanços na exploração espacial.

Sputnik, o primeiro satélite artificial da Terra

Os soviéticos foram os responsáveis por lançar o primeiro satélite artificial que orbitou a Terra em 1957. Esse feito deu início à conhecida corrida espacial.