Qual matéria está procurando ?

História

História

Origem do termo “Czar”

Conheça a origem do termo “Czar”, usado para referir-se aos imperadores que governaram a Rússia até 1917.

Acima, imagem de Nicolau II, o último czar russo Acima, imagem de Nicolau II, o último czar russo

Você já deve ter ouvido falar mais de uma vez, nas aulas de história, a palavra “Czar” (pronuncia-se tzar) em referência aos reis que governaram a Rússia ao longo de quase quinhentos anos, certo? O primeiro czar russo foi Ivan IV e o último Nicolau II, executado, junto à sua família, pelos bolcheviques em 1917. Mas de onde vem o nome czar? Ele vem da palavra romana “césar”.

A dinastia de imperadores mais emblemática que surgiu no mundo ocidental, seguramente, foi a júlio-claudiana, inaugurada por Otaviano Augusto, primeiro imperador e sobrinho de Júlio César, o grande general, que foi ditador da República Romana. Sabe-se que “césar” era mais que um simples nome; era, sobretudo, um título político, que indicava aquele a quem eram delegados os poderes de governo. Contudo, o termo vem do latim “Caesare” cuja raiz etimológica aponta para “corte”/“cortar” e também para “cabelo”/“cabeludo”. Não se sabe com precisão o porquê de tal palavra ter se associado à figura de um governador no contexto da história de Roma.

No entanto, a palavra “czar” deriva da variante grega para “césar”, que é “kaisar”, haja vista que a língua russa, assim como outros dialetos falados no leste europeu, foram formados a partir do grego. No norte da Europa, na Alemanha sobretudo, o nome “Kaiser”, que é endereçado aos reis, possui a mesma origem.

Entre os russos, o título de “czar” de toda a Rússia foi reivindicado por Ivan IV, o Terrível, em 16 de janeiro de 1547, na Catedral de Moscou, diante do Patriarca de Constantinopla. Mas o título só foi oficializado no ano de 1561.

Ivan era filho de um Grão-duque (título nobre) de Moscou chamado Vassili III, da dinastia Rurik. De temperamento violento, Ivan assenhorou-se do vasto território russo, combatendo e submetendo ao seu jugo vários povos que lá haviam se estabelecido ou que margeavam os domínios do império, como os tártaros.


Por Me. Cláudio Fernandes

Por Cláudio Fernandes

Você pode se interessar também

História

Júlio César e o ano bissexto

História

Política na República Romana

Últimos artigos

Folclore brasileiro

O folclore brasileiro é o rico conjunto de manifestações de nossa cultura. Mitos, lendas, danças, músicas, brincadeiras e festas populares fazem parte dele.

El Niño

O El Niño é um fenômeno descrito pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico, provocando chuvas volumosas no Sul do Brasil e secas severas no Norte e no Nordeste.

Bicho-papão

Bicho-papão é uma lenda presente no folclore brasileiro que fala de um monstro que sequestra e devora crianças desobedientes. Foi influência portuguesa em nossa cultura.

Queda da Bastilha

A queda da Bastilha foi um acontecimento marcante que se passou em 14 de julho de 1789, marcando o início da Revolução Francesa.