Qual matéria está procurando ?

História

História

A civilização e a Monarquia Romana

Conheça a Monarquia Romana e o surgimento da cidade de Roma.

A Civilização Romana construiu o maior império que existiu durante a Antiguidade, dominando a Europa Ocidental, o Norte da África, o Egito, a Ásia Menor, a Palestina e a Mesopotâmia.

Surgida a partir da cidade de Roma, fundada provavelmente em 753 a.C., e localizando-se na Península Itálica, a Civilização Romana teve fim com a queda do Império Romano do Ocidente em 476 d.C.

O Império Romano do Oriente, também conhecido como Império Bizantino, manteve-se em funcionamento até 1453, quando os turco-otomanos conquistaram a cidade de Constantinopla, capital do Império.

A história política da Civilização Romana divide-se em três fases: Monarquia, que vai do século VIII a.C. até provavelmente o século VI a.C.; República, entre o século VI a.C. a 27 a.C.; e Império, de 27 a.C. a 476 d.C. Vamos conhecer as principais características da Monarquia romana?

Monarquia (séc. VIII a.C. – VI a.C.)

Período inicial de formação da Civilização Romana, a Monarquia constituiu-se após os processos de ocupação da região da Península Itálica. Os romanos eram descendentes dos italiotas, povo indo-europeu que ocupou a região por volta de 2000 a.C., sendo divididos principalmente entre os latinos, os sabinos e os sanmitas. Havia ainda na Península Itálica os gauleses, no norte, os etruscos, no centro-norte, e os gregos, ao sul, onde foi constituída a Magna Grécia.

A fundação de Roma, às margens do rio Tibre e perto do Mar Tirreno, foi atribuída aos gêmeos Rômulo e Remo, sendo Rômulo o primeiro rei de Roma. As informações que os historiados têm sobre o período indicam ainda a existência de mais seis reis, sendo dois sabinos, um romano e três etruscos.

Os reis cuidavam de funções relacionadas à justiça, à religião e à guerra. Havia ainda um órgão de apoio ao rei para que ele governasse chamado de Senado. O Senado era um conselho formado pelos chefes dos diversos clãs, grupos familiares, onde os assuntos políticos eram debatidos.

A sociedade à época era formada pelos patrícios, a classe de grandes proprietários de terras; pelos plebeus, homens livres que não descendiam de famílias patrícias; os clientes, também homens livres que prestavam serviços aos patrícios, situando-se acima dos plebeus; e os escravos, formados por pessoas endividadas e prisioneiros de guerra.

A existência de diversos conflitos entre os patrícios e os rei etruscos, considerados como estrangeiros, levou os patrícios a derrubarem o último dos reis em 509 a.C., Tarquínio, o Soberbo, dando início à República.

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

Mosaico representando a lenda de fundação de Roma, com os irmãos Rômulo e Remo sendo amamentados por uma loba Mosaico representando a lenda de fundação de Roma, com os irmãos Rômulo e Remo sendo amamentados por uma loba
Por Tales Pinto

Você pode se interessar também

História

Irmãos Graco

História

Revolta de Espártaco

História

Influências romanas nos dias atuais

História

Pompeia

Últimos artigos

Período Helenístico

Período Helenístico foi iniciado com a conquista da Grécia pelos macedônicos e ficou marcado pela difusão da cultura grega a partir do reinado de Alexandre, o Grande.

Império Carolíngio

Império Carolíngio foi a continuidade do Reino dos Francos sob o controle da Dinastia Carolíngia, iniciada por Pepino, o Breve em meados do século VII.

Civilização Micênica

Civilização Micênica foi uma das grandes civilizações do período de formação do povo grego, conhecida por suas grandes cidades fortificadas e pelo seu bom comércio.

Peste de Atenas

Peste de Atenas foi uma epidemia que atingiu essa cidade grega em 430-427 a.C., bem no início da Guerra do Peloponeso, causando milhares de mortes.