Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Teste do pezinho

Você já ouviu falar sobre o teste do pezinho? Compreenda a importância desse exame!

O teste do pezinho, ou triagem neonatal, é um teste realizado nos primeiros dias de vida do bebê com a finalidade de detectar algumas doenças. Todos os bebês devem obrigatoriamente realizar o exame. O teste deve ser feito na criança recém-nascida com 3 a 5 dias de vida, sendo preferível que ele seja realizado no 3º dia. Em bebês prematuros, a coleta do material deve ser feita no final da primeira semana e repetido após 1 mês.

É importante a realização do exame logo nos primeiros dias, pois as doenças diagnosticadas através dele podem causar problemas no desenvolvimento da criança. Por isso, é importante que o diagnóstico seja rápido para que o tratamento se inicie o mais cedo possível.

O exame consiste na coleta de sangue da região do calcanhar, uma região muito vascularizada. A gota de sangue é colocada em um papel-filtro e esse papel segue então para a análise laboratorial. O método é simples e não causa risco ao bebê. Vale destacar que não é necessário nenhum cuidado especial no local da retirada do sangue, basta que a mãe mantenha o local limpo.

O teste do pezinho detecta atualmente seis doenças: hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, fibrose cística, fenilcetonúria, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita. Entretanto, esse exame varia de região para região. Em alguns estados, o teste do pezinho detecta duas doenças; em outros, três.  Apenas os estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul realizam o teste do pezinho que detecta as seis doenças.

É importante destacar que o teste do pezinho é fundamental no diagnóstico dessas doenças, pois o bebê pode ser portador e não apresentar nenhum sintoma. As doenças mencionadas não possuem cura, e o tratamento iniciado precocemente pode evitar sequelas. O hipotireoidismo congênito, por exemplo, pode causar retardo mental se não houver um acompanhamento desde o diagnóstico da doença.

Conheça um pouco mais sobre cada uma das doenças diagnosticadas pelo teste do pezinho:

- Hipotireoidismo congênito: Doença em que o recém-nascido produz pouca quantidade de hormônios da tireoide. Isso causa uma redução nos processos metabólicos e pode levar ao retardo mental.

- Anemia falciforme: Doença genética que altera a molécula de hemoglobina. Pode causar dores, anemias e atrasos no crescimento.

- Fibrose cística: Doença genética caracterizada pelo acúmulo de muco nas vias aéreas, causando problemas pulmonares. Também pode afetar o pâncreas.

- Fenilcetonúria: Doença genética caracterizada pela ausência ou deficiência em uma enzima que converte a fenilalanina em tirosina. Pode causar deficiência mental.

- Deficiência de biotinidase: Doença genética em que o individuo se torna incapaz de reciclar ou usar a biotina, uma vitamina. A criança pode ter convulsões, fraqueza muscular, queda de cabelo e deficiência imunológica.

- Hiperplasia adrenal congênita: Doença genética caracterizada por deficiências na produção dos esteroides adrenais. Essa doença leva a um quadro de masculinização, vômitos e desidratação.


Por Vanessa dos Santos
Graduada em Biologia

O teste do pezinho é um exame obrigatório e gratuito O teste do pezinho é um exame obrigatório e gratuito
Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Cuidados com o Bebê

Últimos artigos

Cuca

Cuca é um ser do folclore brasileiro e apresentada como uma velha má que sequestra crianças. Por meio de Monteiro Lobato, a forma de jacaré da cuca se popularizou.

Animais herbívoros

Os animais herbívoros se alimentam de algas e/ou vegetais e, portanto, ocupam sempre o nível de consumidores primários na cadeia alimentar.

Realismo no Brasil

Realismo foi um estilo de época do século XIX. No Brasil, Machado de Assis é seu maior representante.

Código de Hamurábi

Código de Hamurábi — código de leis tradicionais na Mesopotâmia — foi compilado por Hamurábi, rei da Babilônia, no século XVIII a.C.