Qual matéria está procurando ?

Ciências

Ciências

Paladar

Leia e compreenda mais sobre o paladar, sentido responsável pela percepção do gosto dos alimentos.

Na língua existem diversas papilas onde estão agrupadas as células sensoriais capazes de perceber o gosto dos alimentos Na língua existem diversas papilas onde estão agrupadas as células sensoriais capazes de perceber o gosto dos alimentos

O paladar é o sentido que nos permite sentir os gostos dos alimentos.  É através dele que sabemos que um sorvete é doce, um bife é salgado, que um limão é azedo e assim por diante.

Definimos sabor como uma mistura de sensações: gosto, cheiro e consistência. Com o sentido do paladar, somos capazes de distinguir quatro sabores básicos: amargo, azedo, doce e o salgado. Existe ainda um quinto sabor, que é conhecido com umami, entretanto, esse gosto só é observado em alimentos que possuem glutamato monossódico (temperos, por exemplo).

O gosto é percebido por nós graças às chamadas papilas gustativas. Nessas papilas, está localizada uma grande quantidade de células sensoriais capazes de captar as informações a respeito do sabor dos alimentos. Elas estão localizadas principalmente na região superior da língua e no palato, entretanto podem ser encontradas em outras regiões. As células sensoriais captam os diferentes gostos graças a substâncias químicas presentes nos alimentos e, por isso, são chamadas também de quimiorreceptores.

As papilas são classificadas em quatro tipos: as circunvaladas, fungiformes, foliáceas e filiformes. Somente as papilas filiformes não são capazes de captar os gostos, estando relacionadas às sensações a respeito da textura do alimento.


Por muitos anos, acreditou-se que os sabores eram percebidos em áreas diferentes da língua. Hoje isso não é mais aceito

Durante muito tempo acreditou-se que na língua existiam regiões específicas para se sentir o gosto de determinado alimento. Acreditava-se, por exemplo, que o doce era sentido na ponta da língua, enquanto o amargo apenas na região posterior dela. Hoje se sabe que isso não é verdade, apesar de muitos autores ainda apresentarem em seus trabalhos essa divisão. Sabemos hoje que os receptores para diferentes sabores estão distribuídos de maneira aleatória por toda a língua, não estando localizados predominantemente em uma única área.

Uma característica interessante do paladar diz respeito ao quente e ao frio. A temperatura do alimento pode fazer com que você o perceba de maneira diferente. Acredita-se que temperaturas maiores estão relacionadas à sensação de doce, enquanto temperaturas inferiores lembram sabores ácidos e salgados. Isso quer dizer que quanto mais quente estiver um alimento, mais doce ele vai parecer. Portanto, um chocolate em temperatura ambiente é interpretado como mais doce do que aquele guardado na geladeira.


Por Vanessa dos Santos
Graduada em Biologia

 


Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Por Escola Kids

Você pode se interessar também

Ciências

Doces fazem mal à saúde?

Ciências

Por que a boca arde quando comemos pimenta?

Ciências

Tato

Ciências

Visão

Últimos artigos

Comidas de Festa Junina

Algumas comidas de Festa Junina são: a pamonha, o milho cozido, o milho assado, a canjica, o curau, o arroz-doce, a paçoca, o mané pelado, o pé de moleque e o bolo de milho.

Lixiviação

Lixiviação é um processo de degradação do solo que consiste na retirada de seus nutrientes pela percolação da água, o que reduz sua fertilidade e pode levar à desertificação.

Ciclo do Café

O ciclo do café foi o ciclo econômico em que o café predominou na economia brasileira. Iniciou em meados do século XIX, estendendo-se até metade do século XX.

Arte rupestre

A arte rupestre são as obras de arte produzidas pelos hominídeos na Pré-História, destacando-se as pinturas e as gravuras.