Qual matéria está procurando ?

Português

Português

Infinitivo não flexionado

Casos relacionados ao infinitivo não flexionado representam mais uma particularidade da nossa língua. Assim, que tal conhecê-los por meio de um clique?

O infinitivo não flexionado se encontra submetido a regras específicas O infinitivo não flexionado se encontra submetido a regras específicas

Por meio do texto “Infinitivo flexionado” , você pôde constatar acerca de algumas particularidades que nos indicam quando devemos flexionar, isto é, conjugar o verbo de acordo com a pessoa gramatical. Assim, como nosso objetivo é fazer com que você amplie cada vez mais seus conhecimentos sobre os fatos relacionados à língua que falamos, a partir de agora passaremos a conhecer sobre os casos em que essa flexão não ocorre.

Da mesma forma que ocorre com os casos que estudamos anteriormente, naqueles relacionados ao infinitivo não flexionado, as regrinhas também estão presentes, por isso, que tal conhecê-las?


Os casos ligados ao infinitivo não flexionado também estão sujeitos a regras preestabelecidas

# Não há flexão do infinitivo quando a referência não se dirigir a nenhum ser em específico:

Respeitar aos mais velhos é uma virtude que deve ser praticada.

O verbo respeitar, nesse caso, refere-se a todos de um modo geral, não a alguém de forma específica.

# A flexão também não deve ocorrer quando estiver equivalendo a imperativo:

Entregar a prova, alunos, pois o tempo já se esgotou.

Como se trata de um pedido, ou até mesmo de uma ordem, a flexão não é demarcada.

# Compondo-se de um sujeito representado por um pronome oblíquo:

Ordene-os limpar toda a escola.

Temos que o pronome oblíquo em destaque representa o sujeito.

 # Atuando como verbo principal de uma locução:

Desejamos cumprimentar os noivos aqui mesmo.

Constatamos que se trata de uma locução verbal na qual o verbo principal é demarcado pelo verbo expresso no infinitivo (cumprimentar).

# Nos casos em que o verbo estiver regido de preposição para formar locução com verbos demarcados por “estar”, “começar”, “continuar”, “acabar” etc.

O aluno continuava a reclamar.

O que presenciamos é uma locução verbal na qual constatamos a presença do verbo “continuar” (continuava), seguido de uma preposição.


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Por Escola Kids

Últimos artigos

Presidente da república

Presidente da república é a autoridade máxima em nosso país. É eleito(a) por meio do voto popular para um mandato de quatro anos.

Porquinho-da-índia

O porquinho-da-índia é um mamífero roedor que possui corpo pequeno e orelhas curtas. Ele pode ser criado como animal de estimação.

Escambo

O escambo é uma modalidade de transação que foi muito comum na Antiguidade. Por meio desse acordo, realiza-se a troca de mercadorias ou serviços.

Nucleotídeo

O nucleotídeo é a subunidade que forma o DNA e o RNA. Cada nucleotídeo é constituído por um grupo fosfato, uma pentose e uma base nitrogenada.