O dente é um tipo de osso?

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O dente é um tipo de osso? O dente apresenta várias características que o diferenciam dos ossos
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

De coloração esbranquiçada, resistentes e ricos em cálcio, os dentes apresentam características que os tornam semelhantes aos ossos, não é mesmo? Entretanto, o dente não é um tipo de osso. Vamos entender a diferença?

Os dentes são formados por vários minerais, tais como cálcio e fósforo. Esses mesmos minerais são componentes dos ossos, mas, nestes, também existe uma proteína chamada de colágeno. Em virtude da presença dessa proteína, o osso torna-se flexível, diferentemente dos dentes, que são estruturas bastante rígidas.

Os dentes são formados por um tecido conjuntivo chamado de dentina, que é altamente calcificado e bastante resistente. Recobrindo esse tecido, há uma camada dura e branca chamada de esmalte, considerada a substância mais rígida de todo o corpo. Quando um dente quebra-se, ele não pode ser regenerado, diferentemente dos ossos.

Os ossos, como todos sabemos, são formados por tecido ósseo, que é um tecido vivo e bastante complexo. Durante todo o desenvolvimento, os ossos são remodelados e, quando lesionados, podem regenerar-se. Vale ressaltar que o tecido ósseo apresenta três tipos de células: osteoblastos, que são responsáveis pela formação da matriz; osteócitos, que são os osteoblastos maduros; e os osteoclastos, que atuam na remodelagem.

Os ossos possuem uma medula capaz de produzir células sanguíneas
Os ossos possuem uma medula capaz de produzir células sanguíneas

Além da composição e da capacidade de regeneração, outra importante diferença entre os ossos e os dentes é que, nos ossos, ocorre a produção de células sanguíneas (hematopoiese ou hemopoiese) em seu interior, em uma região chamada de medula óssea. Nos dentes, essa produção não é observada, apesar de a polpa, que está localizada mais internamente na dentina, assemelhar-se visualmente à medula óssea.

Curiosidade: Cientistas da Universidade de Harvard estudam técnicas para induzir a regeneração dos dentes por completo. Até o momento, os pesquisadores já conseguiram regenerar a dentina. O procedimento utilizado pelo grupo baseia-se na estimulação de células-tronco.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

10.0

    Escola Kids