Maremoto

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Maremoto Representação de tsunami, um efeito provocado pelo maremoto.
Por Rafaela Sousa
PUBLICIDADE

Maremotos são terremotos que ocorrem no solo oceânico. Quando a crosta terrestre sofre alterações por meio da movimentação das placas tectônicas, erupções vulcânicas ou até mesmo deslizamentos de terras submersas, as águas oceânicas sofrem uma extrema agitação. Essa agitação origina ondas com grandes proporções.

Como acontece um maremoto

Os maremotos podem originar-se por meio de alguns eventos de ordem natural. Os mais comuns são:

→ Movimentação das placas tectônicas: as placas tectônicas que constituem a crosta terrestre podem causar fortes abalos quando se movimentam, ocasionando tremores de terra. Quando muito intensos, esses tremores provocam deformação na crosta e agitação das águas oceânicas, as quais se propagam ao longo do litoral, podendo causar grandes destruições.

Representação da movimentação de placas tectônicas, o que provoca agitação das águas oceânicas.
Representação da movimentação de placas tectônicas, o que provoca agitação das águas oceânicas.

Erupções vulcânicas: os vulcões submersos podem entrar em atividade e provocar erupções de grande magnitude. O material expelido por eles tende a se reorganizar no assoalho oceânico, o que provoca a movimentação das águas e a formação de ondas gigantes.

Leia também: Por que não existem vulcões no Brasil?

Consequências dos maremotos

A consequência dos maremotos são ondas gigantescas, como os tsunamis, formadas por meio da movimentação intensa das águas após um abalo sísmico (terremotos ou tremores de terra). Essas ondas podem propagar-se no sentido do litoral, causando grandes destruições.

As regiões mais afetadas pelos maremotos e tsunamis estão localizadas nos limites de placas tectônicas, como a América Central e países como o Japão. Na Indonésia, há presença de vários vulcões, o que também pode originar tsunamis.

Maremoto e Tsunami

Normalmente as pessoas costumam usar os termos maremoto e tsunami para representar o mesmo fenômeno. Isso é um equívoco. Maremoto é um fenômeno provocado por sismos no assoalho oceânico, que podem ser causados por meio de atividades vulcânicas, movimentação de placas tectônicas ou deslizamentos de terras. Esses abalos provocam a agitação das águas, dando origem a ondas com bastante intensidade que se propagam para o litoral. O tsunami pode ser uma das consequências do maremoto. Dependendo do abalo, as ondas formadas podem ser gigantescas, chegando a mais de 30 metros de altura e com alto poder destrutivo, configurando o que se entende como tsunami.

Leia também: Qual a diferença entre maremoto e tsunami?


Destruição provocada por tsunami na Indonésia, em 2004.

Apesar de ser um fenômeno raro, quando ocorre um tsunami, há um número significativo de mortes e danos materiais nas regiões afetadas. Para medir a intensidade de um tsunami, diversos estudiosos criaram escalas. A mais conhecida é a Escala de Sieberg-Ambraseys, que apresenta seis graus, variando de muito pequeno a desastroso.

Maremoto e terremoto

Terremotos são abalos sísmicos provocados na crosta terrestre, geralmente pela movimentação das placas tectônicas. Acontecem com frequência em nosso planeta, demonstrando que a Terra não possui uma forma rígida e está em constante evolução e acomodação. Já os maremotos são abalos sísmicos que ocorrem no assoalho oceânico, ou seja, em regiões cobertas por águas oceânicas. Esses abalos provocam a elevação da água, originando ondas gigantes.

Leia mais: Você sabe por que acontecem os terremotos?

Animais podem prever catástrofes naturais como os tsunamis?

Sim! Segundo uma matéria veiculada no G11, por meio de estudos, cientistas descobriram o que faz os animais pressentirem uma grande catástrofe. A explicação está relacionada à movimentação de placas tectônicas. Quando elas se movimentam, há produção de um gás, o qual se desloca para a superfície por meio das falhas entre as placas. Esse gás é constituído por íons positivos, que são capazes de aumentar a produção de hormônios que provocam agitação nos animais, fazendo com que muitos abandonem a área em que se encontram.

1Para ler a matéria completa, clique aqui.

Avaliação

-

    Escola Kids