História da Copa do Mundo

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
História da Copa do Mundo A Taça da Copa do Mundo é o objeto de desejo de todas as seleções que participam da competição *
Por Daniel Neves Silva
PUBLICIDADE

A Copa do Mundo é um evento esportivo realizado a cada quatro anos no qual as seleções classificadas disputam o título de melhor seleção de futebol do mundo. Trata-se do maior evento futebolístico do planeta e conta com uma audiência de bilhões de pessoas (as Copas de 2010 e 2014 contaram com 3,2 bilhões de espectadores).

A primeira edição da Copa do Mundo aconteceu em 1930 e foi sediada pelo Uruguai. Desde então, já foram realizadas edições da Copa em quase todos os continentes, com exceção da Oceania. Por ser um evento gigantesco e que mobiliza bilhões de pessoas, sediar uma Copa do Mundo é algo que envolve uma quantidade gigantesca de dinheiro.

Na Copa de 2014, sediada no Brasil, foram gastos aproximadamente oito bilhões somente na construção dos estádios. Do ponto de vista financeiro, a grande beneficiada é a própria Federação Internacional de Futebol (Fifa), que registra lucros recordes a cada edição. Na Copa de 2014, por exemplo, o lucro registrado foi de 18,6 bilhões de reais.

Primeira Copa do Mundo

A primeira Copa do Mundo aconteceu no Uruguai, em 1930, e foi resultado de um esforço de muitos anos da Fifa para criar essa competição. A Fifa, naturalmente, foi a instituição responsável pela profissionalização e popularização do futebol pelo mundo, e a Copa do Mundo cumpriu um papel muito relevante nisso. A Fifa surgiu no começo do século XX, em 1904, e contava com as seguintes nações: Bélgica, Dinamarca, França, Holanda, Espanha, Suécia e Suíça.

Os primeiros esforços para que houvesse uma edição da Copa do Mundo foram realizados por um holandês chamado Carl Anton Wilhelm Hirschman. No entanto, o grande responsável por conseguir viabilizar a realização da Copa foi o francês Jules Rimet, presidente da Fifa durante mais de 30 anos.

O fator que definiu a possibilidade de se organizar o Mundial foi o sucesso da competição masculina de futebol durante os Jogos Olímpicos de 1924 e 1928 (ambos vencidos pelo Uruguai). A competição de futebol nessas Olimpíadas foi realizada por uma parceria da Fifa com o COI (Comitê Olímpico Internacional).

Acesse também: História dos Jogos Olímpicos

A decisão pela organização do Mundial ocorreu em duas reuniões: uma em Amsterdã (Holanda) e outra em Zurique (Suíça), ambas em 1928, e a escolha da sede saiu em 1929. A candidatura do Uruguai derrotou uma série de candidaturas europeias principalmente pelo fato de que os uruguaios comprometeram-se a pagar as despesas dos participantes, além de autorizar a construção de um gigantesco estádio para o evento.

O primeiro Mundial, porém, foi duramente prejudicado por causa da Crise de 1929, também conhecida como Grande Depressão. A crise econômica que se espalhou pelo mundo desmotivou várias seleções europeias a participar. Assim, a primeira Copa contou com a participação de treze seleções:

  • Europa: Bélgica, Romênia, Iugoslávia e França

  • América do Norte: EUA e México

  • América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai

Na edição de 1930, os uruguaios confirmaram seu favoritismo e venceram a competição com quatro vitórias. Os uruguaios derrotaram Peru, Romênia, Iugoslávia e, na final, enfrentaram a Argentina, saindo vencedores por 4x2.

A participação brasileira foi bastante modesta, principalmente por causa de um racha que fez com que os jogadores paulistas boicotassem a Seleção. O Brasil caiu na Primeira Fase, perdendo para os iugoslavos por 2x1 e ganhando dos bolivianos por 4x0.

Crescimento da competição

Com o passar do tempo, a competição foi ganhando importância e isso se refletiu diretamente na quantidade de nações participantes. Dos 13 iniciais, a competição contou com 16 em 1934, 15 em 1938 e 13 em 1950; de 1954 a 1978, a competição contou com 16 participantes; de 1982 a 1994, 24 seleções. A partir de 1998, iniciou-se o modelo com 32 seleções. Esse modelo será usado até 2022, pois, de 2026 em diante, a Copa será organizada com 48 seleções.

O modelo atual, com 32 seleções, possui a seguinte organização: as seleções são divididas em oito grupos compostos por quatro seleções cada. De cada grupo classificam-se duas seleções, o que forma um total de 16 seleções, que disputam a partir daí em confrontos eliminatórios. Os 16 classificados disputam as oitavas de final. Os oito vencedores dos confrontos passam para as quartas de final. As quatro seleções vencedoras passam para a semifinal, e o vencedor de cada semi disputa a final. Os derrotados nas semis também disputam o 3º lugar.

Campeões das Copas do Mundo

Atualmente, oito seleções venceram ao menos uma edição de Copa do Mundo, sendo 3 sul-americanas e 5 europeias. As nações vencedoras são: Brasil (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), Alemanha (1954, 1974, 1990 e 2014), Itália (1934, 1938, 1982 e 2006), Argentina (1978 e 1986) e Uruguai (1930 e 1950), Espanha (2010), França (1998) e Inglaterra (1966). Quando o assunto é vice, as seleções que mais vezes perderam finais foram Alemanha (1966, 1982, 1986 e 2002), Argentina (1930, 1990, 2014) e Holanda (1974, 1978 e 2010).

A Holanda, inclusive, é a única seleção do mundo que chegou a três finais e perdeu todas. Outras seleções que disputaram finais e nunca venceram edições de Copa foram Hungria (1938 e 1954), Checoslováquia (1934 e 1962) e Suécia (1958). As duas únicas seleções fora da América do Sul e da Europa que estiveram entre os quatro primeiros de uma edição de Copa do Mundo foram EUA (1930), com o 3º lugar, e a Coreia do Sul (2002), com o 4º lugar.

Estatísticas e história do Brasil na Copa do Mundo

A seleção que mais vezes enfrentou o Brasil em Copas do Mundo foi a Suécia. Os suecos estiveram no caminho do Brasil em sete ocasiões, e o histórico do Brasil é positivo: foram cinco vitórias e dois empates. A última vez que o confronto aconteceu foi durante a semifinal da Copa do Mundo de 1994 com vitória do Brasil por 1x0.

As duas seleções que o Brasil possui o pior retrospecto são França e Holanda. Os franceses eliminaram o Brasil em três ocasiões (1986, 1998 e 2006), e os holandeses também superaram o Brasil em três ocasiões (1974, 2010 e 2014). O jogador brasileiro com mais jogos de Copa do Mundo é Cafu (20 jogos), e o maior artilheiro do Brasil em Copas é Ronaldo (15 gols).

A respeito da história das participações do Brasil na Copa, o grande destaque vai para os cinco títulos conquistados pelo país. Ao longo das Copas do Mundo, o Brasil também registrou dois vice-campeonatos (em 1950, perdendo para o Uruguai e, em 1998, perdendo para a França). O Brasil foi 3º lugar da Copa em duas ocasiões (em 1938, durante a Copa sediada na França e, em 1978, durante a Copa sediada na Argentina). Em 1974 e em 2014, o Brasil ficou em 4º lugar após ser derrotado na disputa pelo 3º lugar (em 1974, perdemos para a Polônia e, em 2014, para a Holanda).

Em outras participações, o Brasil alcançou as Quartas de final (oito melhores) em 1954, 1986, 2006 e 2010. Em 1990, a Seleção foi eliminada nas Oitavas de final (derrota por 1x0 para a Argentina) e em 1982 foi eliminado na Segunda Fase de Grupo (esteve entre os doze melhores). As piores participações brasileiras se deram nas Copas do Mundo de 1930 e 1966 (eliminado na Fase de Grupos) e 1934 (eliminado durante a Primeira Rodada).

Artilheiros da Copa do Mundo

Ao longo de vinte edições da Copa do Mundo, os cinco maiores artilheiros da competição foram:

Jogador

País

Gols

Participações

Miroslav Klose

Alemanha

16

2002, 2006, 2010 e 2014

Ronaldo

Brasil

15

1994, 1998, 2002 e 2006

Gerd Müller

Alemanha

14

1970 e 1974

Just Fontaine

França

13

1958

Pelé

Brasil

12

1958, 1962, 1966 e 1970


Os jogadores que mais marcaram gols em uma única edição da Copa do Mundo foram o francês Just Fontaine, que marcou 13 gols em 1958, durante a Copa organizada na Suécia, e Sándor Kocsis, jogador húngaro que marcou 11 gols durante o vice-campeonato da Hungria em 1954, durante a Copa organizada na Suíça.

Os dois jogadores brasileiros que mais fizeram gols em uma única edição de Copa do Mundo foram Ronaldo e Ademir Menezes. Ambos marcaram 8 gols (o primeiro fez na edição de 2002, e o segundo, durante a edição de 1950). Outros destaques foram Leônidas da Silva e Jairzinho, que marcaram 7 gols nas edições de 1938 e 1970, respectivamente.

Resumo de todas as Copas do Mundo

Neste trecho, listamos abaixo um resumo de todas as Copas do Mundo com as seguintes informações: ano, país-sede, o jogo final (o campeão estará negritado) e o artilheiro da edição respectiva.

Ano

País-sede

Jogo final

Artilheiro

1930

Uruguai

Uruguai 4x2 Argentina

Guillermo Stábile (8 gols)

1934

Itália

Itália 2x1 Checoslováquia

Oldrich Nejedly (5 gols)

1938

França

Itália 4x2 Hungria

Leônidas da Silva (7 gols)

1950

Brasil

Uruguai 2x1 Brasil

Ademir Menezes (8 gols)

1954

Suíça

Alemanha Ocidental 3x2 Hungria

Sándor Kocsis (11 gols)

1958

Suécia

Brasil 5x2 Suécia

Just Fontaine (13 gols)

1962

Chile

Brasil 3x1 Checoslováquia

Garrincha, Vavá, Leonel Sánchez, Flórián Albert, Drazan Jerkovic e Valentin Ivanov (4 gols)

1966

Inglaterra

Inglaterra 4x2 Alemanha Ocidental

Eusébio (9 gols)

1970

México

Brasil 4x1 Itália

Gerd Muller (10 gols)

1974

Alemanha Oc.

Alemanha Ocidental 2x1 Holanda

Grzegorz Lato (7 gols)

1978

Argentina

Argentina 3x1 Holanda

Mario Kempes (6 gols)

1982

Espanha

Itália 3x1 Alemanha Ocidental

Paolo Rossi (6 gols)

1986

México

Argentina 3x2 Alemanha Ocidental

Gary Lineker (6 gols)

1990

Itália

Alemanha Ocidental 1x0 Argentina

Salvatore Schillaci (6 gols)

1994

EUA

Brasil 0x0 Itália (3x2 pênaltis)

Hristo Stoichkov e Oleg Salenko (6 gols)

1998

França

França 3x0 Brasil

Davor Suker (6 gols)

2002

Japão e Coreia do Sul

Brasil 2x0 Alemanha

Ronaldo (8 gols)

2006

Alemanha

Itália 1x1 França (5x3 nos pênaltis)

Miroslav Klose (5 gols)

2010

África do Sul

Espanha 1x0 Holanda

Thomas Müller, David Villa, Wesley Sneijder e Diego Forlán (5 gols)

2014

Brasil

Alemanha 1x0 Argentina

James Rodríguez (6 gols)

2018

Rússia

 

 


*Créditos da imagem: fifg e Shutterstock

Avaliação

-

    Escola Kids