Tratamento do Esgoto

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Tratamento do Esgoto Foto panor√Ęmica de uma esta√ß√£o de tratamento de esgoto
Por Diogo Lopes Dias
PUBLICIDADE

Todos os dias nossas casas recebem água tratada proveniente de um reservatório público. Depois de utilizada, independentemente da finalidade, essa água é deslocada para o mesmo destino, a rede de captação de esgoto, pois a água que chegou potável em nossas casas transformou-se em uma mistura chamada esgoto.

Vamos entender agora alguns aspectos importantes sobre esse assunto, como a definição, o porquê e como tratar o esgoto.

a) Definição de esgoto

Define-se esgoto como a mistura heterogênea formada por água, componentes sólidos (como fezes) e componentes líquidos (como a urina).

b) Por que tratar o esgoto?

O esgoto apresenta um elevado potencial para gerar doenças nas pessoas (como cólera e hepatite) em razão da presença de fezes e urina.

Em virtude do seu grande potencial nocivo, é muito importante realizar o tratamento do esgoto para que ele não seja despejado diretamente nos rios e mares, poluindo e prejudicando ainda mais o meio ambiente e a saúde humana.

c) Etapas do tratamento do esgoto

Esse processo deve ser preferencialmente realizado em uma estação de tratamento de esgoto, as chamadas ETEs. Nesses locais, ocorrem as seguintes etapas:

  • Primeira etapa: Tratamento primário

Quando o esgoto chega à estação de tratamento, ele atravessa obrigatoriamente um conjunto de grades, de tamanhos diferentes, que serve para reter todo e qualquer material sólido pesado (de grandes tamanhos), como garrafas de plástico, papel etc.

Podemos dizer que, nessa etapa, ocorre um processo de filtração. Essa etapa favorece que o esgoto escoe pelos tubos e caixas da estação mais rapidamente.

Esgoto sendo filtrado ao entrar na estação
Esgoto sendo filtrado ao entrar na estação

  • Segunda etapa: Desarenação

O esgoto escoa para um grande tanque, onde recebe uma injeção de ar que faz com que os materiais mais densos desloquem-se para o fundo. Geralmente é a areia que vai para o fundo do tanque.

  • Terceira etapa: Decantador primário

O esgoto é deslocado para um novo tanque, onde recebe uma substância química que faz com que os materiais com densidade menor agrupem-se e desloquem-se para o fundo, normalmente são fezes e dejetos.

Ao final da decantação do material sólido, é formada uma espécie de lodo.

  • Quarta etapa: Peneiração do lodo

Nessa etapa, o lodo formado na etapa anterior é separado do líquido por meio de uma nova peneiração. O lodo é retirado por grandes pás e reservado em um tanque separado.

  • Quinta etapa: Aeração

O líquido filtrado na quarta etapa é transferido para um novo tanque, onde há bactérias que realizam a decomposição do material orgânico (resto de fezes) que ainda permanece no esgoto.

Para acelerar o trabalho das bactérias, uma generosa quantidade de ar é adicionada ao líquido.

Esgoto recebendo ar no tanque de aeração
Esgoto recebendo ar no tanque de aeração

  • Sexta etapa: Decantação secundária

Após a aeração e a decomposição promovida pelas bactérias, o esgoto é transferido para o próximo tanque, onde permanecerá em repouso até que todo material mais denso formado a partir da decomposição das bactérias seja deslocado para o fundo. Por fim, uma nova filtragem é realizada para separar o lodo do líquido.

Ao final dessa etapa, há a formação de um novo lodo no fundo do recipiente, que é retirado com o auxílio de pás e é misturado com o lodo peneirado na quarta etapa.

  • Sétima etapa: Tratamento químico e secagem do lodo

  • O lodo formado é tratado com o auxílio de bactérias para a decomposição do material;

  • Em seguida, sofre uma desidratação (retirada de água);

  • O material final é utilizado como adubo;

Tanque cheio de lodo proveniente do esgoto
Tanque cheio de lodo proveniente do esgoto

  • Oitava etapa: Tratamento da água

A água livre de todos os dejetos e restos de fezes deve receber uma dose de cloro para a eliminação das bactérias restantes. Assim, ela pode ser reutilizada em escala agrícola ou industrial.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Avaliação

10.0

    Escola Kids