Separação de misturas

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Separação de misturas A água do mar e o ar são exemplos de misturas
PUBLICIDADE

A grande maioria dos materiais ao nosso redor é formada por misturas. Por exemplo, a água do mar não é formada só por água, mas ela está cheia de sais minerais que as águas das chuvas e os rios retiraram ao passar por rochas, além de micro-organismos, areia e gases dissolvidos nela. O solo é uma mistura de areia, sais minerais e materiais orgânicos (materiais com carbono oriundos de animais e vegetais). O próprio ar que respiramos também é uma mistura de vários gases, sendo que os principais são o gás nitrogênio e o gás oxigênio. Até vapor de água há no ar!

Por isso, é muito raro encontrar na natureza algum material puro. Se quisermos obtê-lo, temos que realizar a separação de misturas.

Existem vários tipos de métodos usados em laboratórios de ciências e em indústrias para separar os materiais que estão misturados. Cada método depende do tipo de material que desejamos obter e do tipo de mistura que se quer separar.

Vamos tomar como exemplo a própria água do mar. Um dos sais que estão misturados com a água é o sal de cozinha, que, na verdade, é chamado de cloreto de sódio, porque ele é formado pela união entre os elementos sódio e cloro (NaCl). Como o sal é separado da água para chegar às nossas casas?

O método usado chama-se evaporação. O texto Estados físicos da água e suas mudanças mostrou que a evaporação é a passagem lenta da água do estado líquido para vapor. Então, é exatamente isso que é feito para separar uma mistura formada por um líquido e um sólido. Ela é deixada em repouso ou é aquecida até que a parte líquida evapore, ou seja, passe para o estado de vapor ou gasoso, enquanto o sólido é obtido.

Por exemplo, imagine uma mistura de sal e água. Se você colocar para aquecer no fogão, com o tempo, a água ferverá e secará, ficando somente o sal na panela.

No caso da obtenção do sal de cozinha, a água do mar é represada em tanques rasos chamados de salinas. Com o passar do tempo, o calor do sol e o vento fazem com que lentamente a água comece a evaporar. O sal então se cristaliza e é separado.

Com a evaporação da água do mar nas salinas, o sal de cozinha é obtido
Com a evaporação da água do mar nas salinas, o sal de cozinha é obtido

Esse processo de separação de misturas é também chamado de cristalização, porque a água possui outros sais misturados com ela. Mas o sal de cozinha cristaliza-se primeiro, por isso, antes que os outros sais também se cristalizem, ele precisa ser separado.

No entanto, nesses tipos de separações de misturas, a água é perdida. E se quiséssemos usar a água para outra finalidade? Como você faria para obter o sal e a água líquida?

Nesse caso, os cientistas usam outro método de separação de misturas mais elaborado, que é a destilação, em que a água que evapora vai para um equipamento chamado condensador. Novamente, o texto Estados físicos da água e suas mudanças explicou também que a condensação é a passagem do estado gasoso (ou estado de vapor) para o estado líquido. Dentro da garrafa na figura abaixo está acontecendo uma condensação do vapor de água:

Condensação do vapor de água dentro da garrafa
Condensação do vapor de água dentro da garrafa

Então, na destilação, quando o vapor de água que foi separado da mistura chega a esse aparelho – o condensador –, o vapor é resfriado e a água volta a ficar líquida. Desse modo, é possível obter o sal de um lado e a água de outro lado.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Avaliação

-

    Escola Kids