Relações ecológicas

  • Atualmente 1/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Relações ecológicas As abelhas são animais que vivem em sociedade, trabalhando de modo cooperativo
PUBLICIDADE

Todos nós sabemos que um ser vivo não pode viver sem interagir com outro, não é mesmo? Nós, seres humanos, por exemplo, interagimos constantemente com outros organismos. Essas interações entre os seres vivos são comuns nos ecossistemas e recebem o nome de relações ecológicas.

Os diferentes tipos de relações ecológicas

As relações ecológicas podem ocorrer de diferentes formas. Quando os indivíduos de uma mesma espécie interagem, dizemos que houve uma relação intraespecífica. Por outro lado, quando uma relação ecológica ocorre entre indivíduos de espécies diferentes, dizemos que se trata de uma relação ecológica interespecífica.

As relações intraespecíficas e as interespecíficas podem ser ou não benéficas para os organismos envolvidos. Quando uma relação é benéfica e os envolvidos não são prejudicados pela interação, dizemos que ocorre uma relação harmônica ou positiva. Por sua vez, quando indivíduos envolvidos na relação ecológica saem prejudicados de alguma forma, dizemos que se trata de uma relação desarmônica ou negativa.

Principais relações ecológicas

As diferentes relações ecológicas podem, então, ser classificadas em intraespecíficas e interespecíficas e harmônicas e desarmônicas.

  • Relações intraespecíficas

  • Relações harmônicas:

    Colônia: Nessa associação, os organismos vivem anatomicamente unidos e trabalham em prol de sua sobrevivência.

    Sociedade: Essa associação caracteriza-se pelo trabalho de modo cooperativo e pela falta de ligação anatômica entre os envolvidos.

  • Relações desarmônicas:

    Canibalismo: Nessa associação, um indivíduo mata e alimenta-se de um organismo da mesma espécie.

    Competição: Nessa interação, observa-se a luta por um mesmo recurso.

A competição pode ocorrer entre indivíduos de uma mesma espécie ou de espécies diferentes
A competição pode ocorrer entre indivíduos de uma mesma espécie ou de espécies diferentes

  • Relações Interespecíficas

  • Relações harmônicas:

    Mutualismo: Nessa associação, ambos os envolvidos são beneficiados pela interação. Temos o que chamamos de mutualismo obrigatório quando uma espécie não sobrevive separada da outra. Já o mutualismo facultativo ocorre quando um indivíduo pode viver de forma independente do outro.

    Comensalismo: Nessa associação, apenas um indivíduo é beneficiado, mas não há prejuízo para o outro.

  • Relações desarmônicas:

    Amensalismo: Uma espécie produz substâncias que impedem ou dificultam o desenvolvimento de outra.

    Competição: Nessa associação, verifica-se a luta por um mesmo recurso.

    Parasitismo: Associação em que um organismo vive alimentando-se do outro, sem, no entanto, causar sua morte imediata.

    Predatismo: Um organismo mata e alimenta-se de outro de espécie diferente.

Atenção: Muitos autores utilizam terminações distintas para classificar as relações ecológicas. Alguns autores, por exemplo, não consideram o mutualismo facultativo como um tipo de mutualismo, preferindo chamar essa relação de protocooperação. O mesmo é válido para o comensalismo, que muitos autores preferem considerar apenas uma relação de alimentação, separando-o, assim, das associações em que um indivíduo procura apenas abrigo. Nesse último caso, alguns pesquisadores preferem utilizar o termo inquilinismo.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

2.0

    Escola Kids