Quimo e quilo

  • Atualmente 1/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Quimo e quilo O quimo e o quilo são formados, respectivamente, no estômago e no intestino durante a digestão dos alimentos
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Durante o processo de digestão, diversas modificações ocorrem no alimento para possibilitar a absorção de seus nutrientes pelo organismo. Em todo o sistema digestório, o alimento sofre a ação de enzimas, da mastigação e dos movimentos dos órgãos. Esses dois últimos garantem a digestão mecânica. Ao final dessas transformações, dois produtos são formados: o quimo e o quilo.

→ O que é o quimo?

O quimo é formado quando o bolo alimentar (alimento misturado à saliva e triturado pelos dentes) chega ao estômago. Ali, ele sofrerá a ação de elementos presentes no suco gástrico, que é uma substância produzida pelas células desse órgão.

Alguns desses elementos do suco gástrico são as enzimas, e a principal delas é a pepsina, que quebra as proteínas em partículas menores para que possam ser usadas por nosso corpo. No suco, também está presente o ácido clorídrico. Esse ácido também apresenta uma função antisséptica, o que possibilita a ação da pepsina no alimento.

O bolo alimentar passa a ser chamado de quimo quando o processo de digestão no estômago finaliza-se. Esse produto é uma massa consistente e apresenta pH ácido.

→ O que é o quilo?

O quilo é formado no intestino delgado após o quimo sofrer as ações das substâncias lançadas nesse órgão. Nesse local, o quimo é modificado pelo suco entérico, pelo suco pancreático e pela bile.

O suco entérico é produzido pelo próprio intestino. Nessa substância, são encontradas enzimas que finalizam o processo de digestão das proteínas e dos carboidratos. O suco pancreático, por sua vez, é produzido pelo pâncreas e apresenta em sua composição o bicarbonato de sódio, elemento que diminui o pH do quimo, e enzimas, que atuam em diferentes produtos, como as proteínas, os carboidratos e as gorduras.

Outra substância lançada pelo intestino delgado é a bile, que é produzida pelo fígado e não possui enzimas. A bile será responsável por emulsificar as gorduras e, assim, ajudar na ação das lipases (enzimas que quebram a gordura).

Após as modificações sofridas no intestino delgado, o material da digestão é chamado de quilo.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

2.0


    Escola Kids