Pressão atmosférica

  • Atualmente 5/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Pressão atmosférica Áreas situadas ao nível do mar (baixas altitudes) apresentam uma pressão atmosférica maior
Por Rodolfo F. Alves Pena
PUBLICIDADE

Você sabia que o ar tem peso? É isso mesmo. O ar possui massa, o que faz com que, tecnicamente, ele exerça certa pressão sobre o solo e também sobre as nossas cabeças! Essa força exercida pelo ar sobre as áreas superficiais é chamada de pressão atmosférica, um importante elemento climático.

Um fato bastante curioso é que a pressão atmosférica ocorre com intensidades diferentes em regiões distintas, ou seja, em alguns lugares, ela é mais forte; em outros, ela é mais fraca. Essas diferenças em relação à pressão atmosférica nas diversas áreas da superfície terrestre fazem com que ela interfira no comportamento do clima.

Outro efeito importante da pressão atmosférica é a ocorrência dos ventos. Eles surgem porque o ar desloca-se para áreas de menor pressão, fazendo com que, além dos ventos, exista também o deslocamento das massas de ar, que altera o comportamento do clima nas diferentes partes do planeta.

O que influencia a pressão atmosférica?

Para que a pressão atmosférica de um lugar qualquer fique alta ou baixa, há uma série de fatores. O primeiro deles é a altitude. Em lugares mais baixos, a coluna de ar é maior, o que faz com que o “peso” do ar fique mais elevado. O contrário acontece nas áreas de maior altitude, como topos de montanha ou regiões montanhosas, onde o ar é mais leve e escasso. Por isso, quanto maior for a altitude, menor será a pressão atmosférica.

Além da altitude, as temperaturas também interferem na pressão atmosférica. Nas localidades mais aquecidas, a pressão atmosférica tende a ser menor, pois as moléculas de ar ficam mais separadas umas das outras. Por outro lado, quando o ambiente resfria-se, a pressão atmosférica diminui, pois as moléculas de ar ficam mais agrupadas.


Por Me. Rodolfo Alves Pena

Avaliação

10.0


    Escola Kids