Pasteur e seu experimento

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Pasteur e seu experimento Pasteur foi um pesquisador importante na compreensão da origem da vida
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Você já ouviu falar da teoria da abiogênese ou teoria da geração espontânea? Segundo essa teoria, muito difundida até meados do século XIX, os organismos vivos surgiam a partir de matéria inanimada, ou seja, de matéria sem vida. Apesar de hoje ser claro que os seres vivos só surgem a partir de outro ser vivo, não foi tão simples derrubar a abiogênese.

Vários pesquisadores tentaram provar que essa ideia estava incorreta. Louis Pasteur (1822 - 1895), foi um desses pesquisadores e através de seu experimento ficou claro que a origem da vida, como era conhecida até o momento, não representava a realidade.

O experimento de Pasteur

Inicialmente, Pasteur preparou um caldo nutritivo e colocou esse caldo em diferentes frascos. Ele então pegou cada frasco, aqueceu os gargalos e então os curvou, fazendo com que se tornassem semelhantes a pescoços de cisnes. A curvatura do gargalo do recipiente permitia que o ar entrasse no local, porém impedia a entrada de partículas presentes no ar e micro-organismos como as bactérias.

Após feita a curvatura, Pasteur ferveu o caldo nutritivo. Com isso ele esperava que todos os micro-organismos no material morressem, ou seja, ele deixou o caldo estéril. De acordo com a teoria da abiogênese, a partir desse caldo poderia surgir vida, porém não foi isso que ocorreu.

Observe que na sequência 1 o frasco permaneceu intacto, o que impossibilitou a presença de micro-organismos, enquanto em 2 o gargalo foi quebrado
Observe que na sequência 1 o frasco permaneceu intacto, o que impossibilitou a presença de micro-organismos, enquanto em 2 o gargalo foi quebrado

Após alguns dias do experimento, Pasteur observou que nada havia surgido no caldo e ele permanecia estéril. Para confirmar suas hipóteses, o pesquisador resolve quebrar o gargalo, deixando o caldo exposto ao ambiente. Com o passar dos dias, vários micro-organismos surgiram no caldo.

Ficou claro, portanto, que a vida não surgia de matéria inanimada e morta, surgia apenas de uma vida preexistente. No momento que Pasteur quebrou o gargalo, ele deixou o caldo exposto à ação de micro-organismos presentes no ar os quais se reproduziram no caldo. Com esse experimento a abiogênese foi finalmente derrubada e começou-se a aceitar a biogênese, ou seja, a teoria que diz que todos os organismos devem nascer de outro ser vivo.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

-

    Escola Kids