Organismos geneticamente modificados

  • Atualmente 0/5 Estrelas.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Organismos geneticamente modificados Os organismos geneticamente modificados são criados por intermédio da Engenharia Genética
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Com o avanço da tecnologia, o homem desenvolveu a incrível capacidade de fazer modificações nos organismos vivos para que eles adquiram características vantajosas para nós. Esses organismos são chamados de organismos geneticamente modificados (OGM) e são alvos constantes de críticas.

O desenvolvimento dos organismos geneticamente modificados foi possível graças à Engenharia Genética. Por meio dela, foi possível colocar uma característica de um organismo em outro, o que possibilitou a criação de variedades de plantas mais resistentes a pragas, espécies com maturação mais lenta e até mesmo a produção de hormônios a partir de bactérias.

Ao desenvolver um OGM, os cientistas conseguem realizar mudanças no material genético desse organismo que nunca aconteceriam naturalmente. Pela recombinação genética, é possível utilizar material genético da mesma espécie e até mesmo de espécies diferentes. Quando a combinação de material genético ocorre entre espécies distintas, temos o que chamamos de organismos transgênicos.

Riscos e benefícios dos Organismos Geneticamente Modificados

Como já salientado, os OGMs são alvos frequentes de críticas, principalmente no que diz respeito aos alimentos transgênicos. Além de não se conhecer os reais efeitos desses alimentos para o nosso organismo, o cultivo dessas plantas poderia levar ao surgimento de novas pragas, desaparecimento de plantas menos adaptadas que as modificadas, perda de biodiversidade, entre outros danos ambientais.

Apesar dos danos esperados por alguns cientistas, as plantas transgênicas também podem trazer alguns benefícios. Entre as vantagens, podemos destacar o aumento de produtividade, diminuição do uso de agrotóxicos, aumento do valor nutricional de alguns alimentos e a tolerância das plantas às condições ruins do meio ambiente.

Observe o desenvolvimento de soja transgênica em uma estufa em Santa Helena de Goiás*
Observe o desenvolvimento de soja transgênica em uma estufa em Santa Helena de Goiás*

Além das plantas transgênicas, que são os organismos modificados mais citados na mídia, não podemos nos esquecer de outros importantes OGMs e de seus benefícios, como é o caso das bactérias produtoras de insulina, um hormônio originalmente produzido pelo pâncreas. Essas bactérias garantem que a insulina seja obtida de maneira mais rápida e eficiente, o que melhora a qualidade de vida dos pacientes com diabetes.

Outro exemplo de OGM benéfico é o Aedes aegypti transgênico, que contém um gene que impede o desenvolvimento de seus descendentes e que causa a morte deles assim que chegam à fase adulta. O desenvolvimento desse organismo pode ser uma importante arma na luta contra a dengue.

Existem transgênicos sendo comercializados?

Hoje em dia é relativamente comum a produção e a comercialização de plantas transgênicas, como a soja, o milho, o algodão e o arroz. Vale frisar, no entanto, que produtos derivados desse tipo de planta possuem em seu rótulo um símbolo indicando a transgenia, que consiste em um triângulo amarelo com um T maiúsculo em seu interior.

* Crédito da Imagem: Shutterstock e Alf Ribeiro


Por Ma. Vanessa dos Santos

Avaliação

-

    Assuntos Relacionados

    Escola Kids